Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Criador de PUBG não acredita que mereça o prémio de Jogo do Ano

Elogia Zelda: Breath of the Wild e Horizon Zero Dawn.

O anúncio dos candidatos a Jogo do Ano no The Game Awards deu muito que falar, mas grande parte da discussão parece centrar-se na validade de PlayerUnknown's Battlegrounds, um jogo em Acesso Antecipado, como concorrente nessa categoria.

Brendan Greene, o criador do popular jogo battle royale, acredita que existem jogos melhores este ano e não está interessado em ganhar um prémio de Jogo do Ano, por mais surpreendente que isto possa parecer.

"Penso que este ano existem jogos muito melhores"

"Adoraria ganhá-lo pela equipa, mas penso que este ano existem jogos muito melhores, disse Greene.

Greene elogiou The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Horizon Zero Dawn como obras-primas em design e storytelling, "São simplesmente jogos fantásticos, fantásticos....Penso que vão ganhar o prémio. Eu espero que o ganhem."

O criador de PUBG sabe que seria um grande elogio e referência para o jogo, mas questiona se merecem sequer concorrer e ganhar o prémio.

C.H. Kim, director da PUBG Corp., diz que mais importante que os prémios é assegurar que apresentam a melhor experiência possível na Xbox One e PC, defendendo que não interessa se um jogo é Acesso Antecipado ou não.

Sobre o Autor

Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes