Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Counter Strike: Global Offensive não é CS 2

Valve diz que tem algo para Counter Strike 2.

Com o anúncio de Counter-Strike: Global Offensive, todos pensavam que este era a verdadeira sequela ao famoso jogo Counter Strike.

Depois de Counter Strike 1.6 e de Source o número 2 não estará ligado ao novo jogo da Valve, pois a mesma afirma, em entrevista ao Kotaku, "Levando em conta o Counter-Strike 2, pelo menos internamente, pensamos em algo diferente".

As palavras são de Chet Faliszek da Valve, que fala sobre o novo jogo, considerando-o algo mais como pegar em Counter Strike: Source e CS 1.6 e o levar a novas plataformas, como as consolas.

Também aborda o passado, nomeadamente na questão do sucesso da versão 1.6, mesmo tendo saído o CS Source.

Ido Magal, diretor do novo jogo, comentou sobre as pessoas continuarem a perferir o 1.6 do que o Source, "Nunca pensamos que isso iria acontecer, mas não estamos desapontados pelo que fizemos. Pensámos que o Counter-Strike: Source iria substituir o Counter-Strike 1.6, mas antes gerou uma comunidade tão grande como a do 1.6".

E os nossos leitores. Qual era o CS que mais jogam ou jogaram?

Sobre o Autor

Jorge Soares avatar

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Comentários