Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Chefe da Xbox Game Studios defende a Bethesda após acusações de crunch

Era “apenas parte da indústria”.

Matt Booty, chefe da Xbox Game Studios, defendeu a Bethesda das recentes alegações de crunch numa reunião com todos os seus funcionários que decorreu na semana passada.

De acordo com informações do Videogames Chronicle, Booty foi questionado a respeito de um artigo do Kotaku que revelava uma política de crunch aquando do desenvolvimento de Fallout 76.

Booty terá afirmado que a cultura do crunch era “apenas parte da indústria”, acrescentando ainda que “Não digo isto para justificá-la, estou apenas a dizer que era parte da cultura da indústria. Eu literalmente dormi debaixo da minha secretária no início da minha carreira. E olhávamos para isso como um distintivo de honra.”

O chefe da Xbox Game Studios afirma ainda que este tipo de artigos tem tendência em olhar para o passado, muitas vezes para um passado mais longínquo, mas também afirmou que esse clima já não existe sob a alçada da Xbox.

“Eu sei, conversando com a liderança da Bethesda, que não temos uma situação em que as pessoas estão a sofrer com crunch ou atmosfera de bullying… Estou confiante quanto a isso.”, diz ele.

O artigo do Videogames Chronicle diz ainda que é possível que exista crunch sem conhecimento de Booty mas pediu aos funcionários que seguissem os processos internos da Xbox, incluindo a capacidade de dar feedback anónimo.

De facto, ao longo dos últimos anos, tem havido várias polémicas no mundo dos videojogos envolvendo crunch de funcionários mas cada vez mais estúdios adotam medidas que visam dar melhores condições de trabalho para os seus empregados.

Sobre o Autor

Jorge Salgado avatar

Jorge Salgado

Redactor

Fã de cultura pop, séries jogos animes. É o nosso noobie.

Comentários