Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Blizzard e Twitch investigam solução para impedir assédio

Isto depois de um jogador afro-americano ter sido alvo de comentários racistas em torneio de Hearthstone.
Terrence Miller

O Twitch e a Blizzard estão a cooperar para investigar um programa que controle melhor o assédio durante as transmissões em directo na plataforma. Esta acção das duas companhias é resultado de assédio em larga escala que um jogador sofreu durante um evento em directo de Hearthstone.

O jogador em questão, Terrence Miller da equipa Gale Force eSports, que estava a participar na final do evento DreamHack de Austin, enfrentou comentários racistas enquanto jogava por ser afro-americano. Embora existissem moderadores de serviço a controlar os comentários, a escala do assédio assumiu proporções tão grande que foi impossível controlar a situação.

"Para ajudar a combater este comportamento durante os eventos em directo, estamos a contactar os jogadores, streamers, e moderadores, bem como parceiros como o Twitch, DreamHack e outros, para obter um consenso e colaborar naquilo que devemos mudar daqui para a frente," disse Mike Morhaime, o presidente da Blizzard, ao Polygon.

"Com esse fim, estamos a investigar um programa piloto que o Twitch está a desenvolver para simplificar a moderação e combater a evasão aos bans. Também estamos a actualizar as políticas dos nossos torneios de eSports com um reforços no sistema de verificações, equilíbrios, e repercussões para oferecer uma experiência no chat dos nossos conteúdos."

Sobre o Autor

Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes