Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Biblioteca pública de Nova Jérsia baniu os jogos violentos

Nova regra aplica-se ao todas as idades e não apenas às crianças.

A biblioteca pública de Paterson em Nova Jérsia (E.U.A.) baniu os videojogos violentos, à medida que o debate sobre os efeitos dos jogos violentos continua do outro lado do Atlântico.

Conforme relatado pelo GamePolitics, os funcionários da biblioteca organizaram no mês passado uma votação com a intenção de proibir o jogar de tais jogos no local.

"Sentimos que deveríamos prevenir as nossas crianças de aprender estes comportamentos," disse Irene Sterling, uma das funcionárias da biblioteca. "Sentimos que é a nossa responsabilidade para com as crianças da comunidade".

Esta nova regra da biblioteca não foi bem recebida pela National Coalition Against Censorship, que enviou uma carta onde é referida a Primeira Emenda à Constituição dos Estados Unidos, que permite às pessoas "fazer as suas escolhas na literatura, arte, materiais de informação e entretenimento sem limitações impostas pelas perspetivas subjetivas dos funcionários da biblioteca".

A regra da biblioteca contra os jogos violentos também é criticada por se aplicar a todas as idades e não apenas às crianças.

Sobre o Autor

Jorge Loureiro avatar

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Comentários