Skip to main content

Ballmer responsabiliza-se pela entrada da Microsoft no mundo dos jogos

E ex-estratega da companhia diz que Xbox serviu para Sony não enfraquecer os PCs com Windows.

Steve Ballmer, CEO da Microsoft, que deixará o seu cargo num futuro próximo, falou com o prestigiado canal de noticias CNN sobre o seu envolvimento na entrada da companhia no mundo dos videojogos.

"Era a minha decisão, a minha responsabilidade," contou ele. "Eu acredito na prestação de contas. Sou responsável, fiz esse trabalho, mas tive alguns solavancos ao longo do caminho. Era importante que continuasse a ser responsável, a ser paciente e continuar a seguir a decisão que tínhamos tomado."

Robbie Bach, um dos chefes de entretenimento e dispositivos da Microsoft, confirmou também que Ballmer passou meio ano a certificar-se de que a Xbox era uma estratégia viável antes de dar luz verde a todo o processo.

"Ele queria dar o passo para levar a Microsoft a explorar um lugar na qual nunca havia estado. Via o modelo de negócio e dizia 'isto é algo que precisamos de tentar.'"

Charles Fitzgerald, ex-estratega da Microsoft, acrescentou que, "É fácil lamentar-se dos milhares de milhões gastos na Xbox, mas quando olhas como uma tampa para manter a Sony ou qualquer consola de jogos longe para não enfraquecer os PCs com o Windows, são trocos comparados com as centenas de milhões de lucros depositados durante esse tempo no Windows."

Acreditam que a Xbox conseguiu mesmo manter a Sony longe de enfraquecer os PCs com Windows como plataforma de jogos? Digam a vossa opinião.

Lê também