Picture of Sérgio Henriques

Sérgio Henriques

Colaborador

Featured articles

PlayStation Move Lab - Lisboa

Conheçam o novo periférico da PS3.

Move Lab Lisboa

Espaço dedicado ao periférico.

ArtigoExclusivo: Yoshio Sakamoto

Entrevista em Madrid com o criador de Metroid.

Metroid: Other M

Afinal havia outro...

ArtigoDead Space 2

Quem é que desligou as luzes?

Seria de esperar que, após toda a confusão que perseguiu Issac Clarke no primeiro Dead Space, o improvável herói se dedicasse a actividades um pouco menos desgastantes. Convenhamos, todos aqueles ataques inesperados por monstros horríveis e encontros imediatos com bestas mortíferas não são benéficos para a saúde.

Artigo3rd Birthday

Ai a Brea! Entrevista com Yoshinori Kitase.

Desaparecido desde os tempos da primeira Playstation, Parasite Eve foi uma franquia que se destacou por aliar uma protagonista, opção pouco comum, a uma história que se desenrolava numa época contemporânea. Apesar de se afastar da maioria dos clichés que compunham o género na altura, ainda assim as aventuras de Aya Brea viram-se guardadas no armário de Square ao longo dos últimos anos.

ArtigoDiablo III

Entrevista com Jay Wilson, Game Director.

Ser o responsável por muitas das decisões que definem Diablo III implica assumi-las face a fãs que se mostram efusivamente contra a introdução de mudanças num jogo que se tornou seminal do género. O processo de desenvolvimento de Diablo III tem dado fruto a inúmeras iterações dos diferentes sistemas que o compõem. Desde o inventário às habilidades, as diferentes versões do jogo ao longo dos tempos contêm experiências completamente diferentes.

ArtigoFallout: New Vegas

Entrevista com Josh Sawyer, da Bethesda Softworks.

Após o sucesso da transição de Fallout para esta nova geração, o anúncio de Fallout: New Vegas mostrou-nos aquilo que os fãs pretendiam, o mesmo espírito de Fallout 3 e uma nova localização para explorar.

ArtigoBulletstorm

Com um brilhozinho nos olhos.

Nos dias que correm, olhar para um FPS pela primeira vez muitas vezes transforma-se num jogo de descobrir as diferenças. Aquele segmento do HUD foi levantado de que jogo? Estes comandos são tecla por tecla os de que outro título? Onde é que eu já vi este tipo de padrão de manchas de sangue quando recebo dano? 

Tendo em conta a popularidade do género, e o seu claro líder - a nível de vendas e popularidade – traçar comparações é inevitável. Também Bulletstorm pode, com facilidade, ser comparado a outros jogos que o precederam, distinguindo-se no entanto pela identidade dessa geneologia.

ArtigoDeus Ex: Human Revolution

Liberdade de escolha.

Por muito que se diga que temos evoluído, o temor do desconhecido é algo que nunca abandonará a raça humana. Não podia portanto ser outra se não desconfiança a reacção da generalidade da população ao surgimento de humanos "equipados" com melhoramentos. Pequenos chips ou elementos biónicos que potenciam as suas capacidades muito acima das de um ser normal. Sete anos após o ultimo jogo da franquia Deus Ex, a Eidos Montreal volta a explorar o seu universo, num futuro mais ou menos distante.

ArtigoFable III

De súbdito a líder.

A vida de rebelde não é fácil, como qualquer jogador bem saberá. A subida à glória vem sempre acompanhada de uma árdua caminhada, coberta de obstáculos e imprevistos. Tudo pelo tão almejado propósito, a verdadeira razão de ser do herói que controlamos.

Já por várias vezes ouvi o argumento de que um dos grandes defeitos do Wrestling, enquanto forma de entretenimento, é ser demasiado espalhafatoso. Independentemente da veracidade dessa ideia, penso que o que um jogo de Wrestling realmente precisa é desse mesmo espalhafato.

ArtigoHomefront

Lar marcial.

Após o colapso do dólar americano no mercado internacional e a unificação das duas Coreias, o status quo internacional sofre uma necessário alteração. Apoiada na força que o seu novo líder lhe transmite, a Coreia Unida aproveita a retirada militar dos Estados Unidos da América da cena internacional para iniciar o processo de anexação das nações circundantes.Este fantasioso cenário (ainda que largamente baseado em premissas que não são necessariamente impossíveis) é o prelúdio a uma América invadida e dominada pela nação coreana, onde um pequeno grupo de resistentes tenta combater o já estabelecido domínio tirânico.

Starcraft II

"I shall be the man to kill you!" Um dia talvez...

Todos precisamos de um hobby, e o de Jim Raynor é incitar a rebelião contra a opressão e tirania perpetrada pelo "The Dominion". Já longe dos seus tempos como marshall da Confederação, Raynor surge-nos quatro anos após os eventos de StarCraft: Brood War. Ainda com a derrota do imperador Mengsk como objectivo, o seu grupo de rebeldes vê-se obrigado a fazer alguns trabalhos de mercenário para conseguir juntar fundos para a batalha contra o Império. E se quatro anos de intervalo numa história pode parecer muito, o que dizer dos doze que a Blizzard fez esperar os fãs pela sequela de um dos RTS mais aclamados de todos os tempos?

ArtigoWorld Rally Championship

WRC finalmente regressa.

Cerca de cinco anos volvidos desde a última vez que o Campeonato Mundial de Rali teve direito a um jogo de vídeo, os italianos da Milestone Entertainment vêem-se agora encarregados de recriar a magia dessas corridas para o nosso entretenimento.

ArtigoWRC - Irvin Zonca

Lead Game Designer da Milestone.

Coincidindo com a nossa viagem a Itália para experimentar o jogo oficial do campeonato mundial de ralis, aproveitámos para entrevistar Irvin Zonca, Lead Game Designer do jogo, acerca dos esforços que a Milestone tem dedicado a este titulo.

WRC

Novo campeonato começa em Outubro.

Novo campeonato começa em Outubro.

ArtigoPlaystation Move

Entrevista a Richard Marks em Lisboa.

A cerca de dois meses do lançamento do Playstation Move, o novo periférico para a Playstation 3, Richard Marks - um dos investigadores seniores da equipa de investigação e desenvolvimento da Sony Computer Entertainment - deslocou-se a Portugal. Num evento organizado pela Sony Portugal, colocámos algumas perguntas a um dos homens responsáveis pela criação do novo comando. Dr. Marks trabalha para a Sony desde 1999, e foi instrumental no desenvolvimento da tecnologia do EyeToy. A sua posição de responsabilidade no desenvolvimento do Playstation Eye e do Move dotam-no de um conhecimento aprofundado sobre esta nova aposta da Sony.

Pro Evolution Soccer 2011

A bola já rola no terreno de jogo.

Findo o mundial, a aproximação da nova temporada futebolística associa-se também à proximidade da nova versão de Pro Evolution Soccer. Embora ainda estejamos a meses do lançamento, tive a oportunidade de experimentar pela primeira vez a versão deste ano. Com ela vêm novas funcionalidades, inovações e um motor de jogo completamente renovado. A Konami promete trazer novamente este ano a glória do futebol, numa ainda maior aproximação à realidade, com atenção aos desejos dos fãs.

Super Mario Galaxy 2

Sim, é melhor.

Não é simples transmitir em palavras a razão de Mario ser um jogo de sucesso. A um nível mais básico, a explicação resume-se ao facto de ser um jogo divertido.

Sin & Punishment: Successor of the Skies - membro de um género que tem sido incompreensivelmente ignorado ao longo dos anos - aparece-nos como a sequela de Sin & Punishment para a Nintendo 64 (e disponível na Virtual Console). Sendo um shooter on-rails a progressão no nível está fora do controlo do jogador e cabe-nos com o analógico movimentar o personagem e com o Wii Remote apontar para aquilo que pretendemos destruir.

Starcraft II granjeia toda uma áurea de arte mística apenas ao alcance de uma pequena percentagem de jogadores. E, tomando o nível mais alto de competição do modo multi-jogador como ponto de referência, essa ideia não está errada. Ainda assim, a grande aposta da Blizzard para Starcraft II: Wings of Liberty reside na campanha, na história de Jim Raynor e seus comparsas, e essa é uma experiência que não deve ser ignorada, por fãs do género e não só.

Monster Hunter Tri

Mãe, aquele monstro está a olhar para mim?

Os caçadores enfrentam uma corrente constante de desafios impossíveis. Cientes do que espera o jogador, é esta a mensagem que a equipa da Capcom opta por transmitir aos que dedicaram algum tempo a Monster Hunter Tri e ultrapassaram o primeiro verdadeiro obstáculo do jogo.

WarioWare Do It Yourself

O verdadeiro faz-tudo.

WarioWare tem já uma longa tradição nas consolas da Nintendo. Game Boy Advance, Gamecube, DS e Wii, que é como quem diz, todas desde a estreia da saga em 2003. O apelo sempre foi o mesmo, pequenos jogos que consecutivamente testam a nossa capacidade de reacção em curtos espaços de tempo. Dada a sua duração, que nunca ultrapassa alguns segundos, os mini-jogos sempre apostaram em apanhar o jogador desprevenido pelas inesperadas (por vezes brilhantes) premissas.

Quando é que será que o CEJ presta atenção ao trabalho da Capcom? No universo de Phoenix Wright não faltam magistrados com um registo imaculado, uma inteligência superior e um dom para o sarcasmo... Se há algo que a franquia Ace Attorney sempre tomou como estandarte foi o seu humor. O facto de as histórias serem mirabolantes (e largamente rídiculas) é corroborado por um sorriso constante nos lábios do jogador.

Monster Hunter Tri

Três? A quatro tem mais piada.

Curiosamente, Monster Hunter apela-me na mesma ordem de razão em que me irrita. É um balanço frágil e tenho até alguma vergonha em admitir que vejo exactamente de que forma o jogo está desenvolvido para apelar à minha ganância. Modéstia à parte, sou bom a jogar isto. Seja pelas minhas capacidades natas astronómicas (nem por isso) ou pelas dezenas de horas que lhe dediquei, não tenho qualquer problema em dizer que sou um "caçador" bastante competente.

primeiros anterior