Picture of Alex Battaglia

Alex Battaglia

Colaborador

Featured articles

Digital FoundryA tecnologia de The Hunt: Showdown leva o survival horror para um novo nível

Visuais CryEngine de topo criam uma experiência singular.

No seu melhor, a tecnologia de renderização não torna apenas um jogo bonito, tem uma relação íntima com o gameplay e é por isso que vale bem a pena jogar The Hunt: Showdown da Crytek. Neste fascinante survival horror na primeira pessoa para vários jogadores, o CryEngine não é usado apenas para o tornar bonito. Sim, tem bom aspecto e está à altura dos padrões AAA, mas a tecnologia é fundamental para criar os momentos de maior impacto e para estabelecer a sua atmosfera singular.

O regresso de Anthem na E3 2018 foi tão espectacular quanto a sua estreia no ano anterior e, na semana passada, a Electronic Arts disponibilizou um vídeo de 20 minutos da mais recente demo - com comentários dos produtores. Apresentado em 4K completo, a empresa compartilhou connosco uma versão de qualidade dos activos, permitindo-nos observar de forma mais detalhada as fundações do Frostbite no jogo e, em comparação com outros títulos da EA que usam a tecnologia, estamos a testemunhar um uso do motor bastante diferente de tudo o que vimos até então. A produtora BioWare não se pronunciou sobre os alvos do desempenho, mas a enorme intensidade de detalhes e a integridade do mundo aberto sugere que este será provavelmente um jogo de 30fps nas consolas - e um contraponto interessante para os 60fps de Battlefront e Battlefield.

Os jogadores da mais recente alfa de Battlefield 5 foram testemunhas de algo excepcional. Com base no excelente trabalho da DICE em BF1 e Battlefront 2, estamos a olhar para um jogo excepcionalmente bonito que, pequenos erros à parte, quase parece o artigo finalizado. É realmente notável e, na verdade, a única decepção - se é que podes chamar assim - são os sinais que apontam para uma evolução da fórmula Battlefield e do seu mecanismo Frostbite, em oposição a uma revolução completa da próxima geração.