THQ com prejuízos de 431 milhões de dólares

No entanto a série Saints Row já vendeu 5 milhões em todo o mundo.

A THQ anunciou os resultados do seu ano fiscal, revelando perdas na ordem do 431 milhões de dólares.

A companhia apresentou vendas de 830 milhões de dólares, abaixo dos 1.3 mil milhões conseguidos no ano anterior.

No último trimestre a companhia conseguiu vendas na ordem dos 170 milhões, frente aos 187 milhões conseguidos em igual período do ano anterior. WWE Legends of Wrestlemania e Warhammer 40,000 Dawn of War II foram os jogos mais vendidos.

Brian Farrel , presidente da THQ, disse que este novo ano fiscal ia ser um desafio, mas prometeu que as coisas iam melhorar.

"Tomámos acções decisivas para conseguirmos os nossos objectivos de corte de custos, onde conseguimos eliminar 220 milhões e ao mesmo tempo implementámos uma estratégia focada no nosso produto. Estamos a investigar quais as marcas e produtos que têm maior potencial para levar a THQ a um crescimento rentável a longo prazo."

A THQ tem nos seus planos desenvolver um número de licenças orientadas para os jogadores hardcore, onde se incluem jogos como Saints Row 2, Red Faction: Guerrilla e Darksiders. A companhia também quer continuar a desenvolver os jogos baseados na WWE e no Ultimate Fighting Championship, e espera melhorar a rentabilidade dos seus jogos para crianças. Vai haver também uma focalização nos mercados online emergentes.

Não é de estranhar o interesse em continuar a fazer jogos da série Saints Row, uma vez que já foram enviados para os lojas 2.8 milhões de cópias, perfazendo um total de jogos vendidos da série de 5 milhões.

Foi revelado também que no ano passado o jogo Warhammer 40,000: Dawn of War II foi o jogo mais vendido no PC nos EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha e Austrália. Mas de 4 milhões de jogos da série Dawn of War foram vendidos.

Por fim Farrel revelou também que o jogo Red Faction: Guerrilla vai contar com uma demo multijogador no final deste mês. O jogo vai ser lançado para PC, Xbox 360 e PS3 em Junho.

Salta para os comentários (3)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Digital FoundrySerá Doom Eternal a conversão Switch mais ambiciosa de sempre?

O motor do id Tech 7 foi concebido para ser dimensionado para a próxima geração - mas pode funcionar numa consola portátil?

Também no site...

Marvel diz que faz sentido WandaVision ter episódios semanais

Elogia o que a Disney fez com The Mandalorian.

Digital FoundrySerá Doom Eternal a conversão Switch mais ambiciosa de sempre?

O motor do id Tech 7 foi concebido para ser dimensionado para a próxima geração - mas pode funcionar numa consola portátil?

PlatinumGames espera revelar jogos em 2021

Trabalha em vários projetos.

Comentários (3)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários