Tales of Vesperia

Um conto faz-se de magia e beleza!

Naquela que deverá ser a mais pequena demo alguma vez lançada no Xbox Live, chega-nos uma pequena amostra do novo RPG da Namco Bandai, Tales of Vesperia. Este é o mais recente título da série Tales of, uma série que se estreou há mais de 10 anos no Japão mas que infelizmente raras vezes chegou à Europa. Uma série que há muito estabeleceu as suas principais características e traços, tendo cativado inúmeros fãs que a seguem com dedicação.

Para os fãs fica a promessa de mais uma boa dose de magia em forma de RPG e com o poder da nova geração a dar vida a este novo conto, Vesperia pode muito bem vir a ser um dos melhores da série. Num ano que se avizinha muito promissor para o género, pelo menos na Xbox 360, mesmo face aos grandes títulos que aí vem, Tales of Vesperia parece ter argumentos para se destacar e triunfar.

A demo, bastante pequena e possível de terminar em escassos minutos, deixa-nos comprovar os aspectos essenciais, que vamos mais tarde descobrir em pleno na versão completa. Quem jogou Eternal Sonata, ou de alguma forma está familiarizado com o jogo, vai certamente encontrar bastantes similaridades com Vesperia.

Antes de mais queremos salientar que a demo se encontra totalmente em Inglês. Desde os menus ás falas dos personagens, nas sequências mais importantes, tudo está em Inglês. No entanto uma demo tão breve nada nos deixar vislumbrar sobre a história e como tal, nada podemos falar sobre este aspecto.

Tales of Vesperia, segue a tradição da série e apresenta-nos um RPG de acção, onde os combates não são aleatórios nem são por turnos, como na maioria dos “roly playing games” tradicionais. Os inimigos são visíveis no ecrã e o jogador tem a possibilidade de os evitar. Caso queiram combater, basta ir ao seu encontro e após um brevíssimo ecrã, com o efeito do estilhaçar de um vidro, entramos no combate.

1
Beleza rara.

Os combates decorrem em tempo real e permitem que o jogador controle a personagem livremente durante a luta. Usando o B podemos desferir os ataques normais, enquanto ao usar o X usamos os especiais. Com o botão Y abrimos o menu, sendo este o único momento em que a acção pára, para escolher e usar itens ou magia. Tudo bastante dinâmico e carregado de acção, resultando em combates bastante divertidos. Os combates transmitem uma enorme sensação de dinamismo e fluidez, fruto de longos anos de experiência dedicados ao uso deste sistema, que agora são recompensados com o culminar do melhor alguma vez visto num jogo do género.

Mas não foi só o melhorado e cativante sistema de combate que a demo nos permitiu conhecer. A demo também nos permitiu visualizar o fantástico aspecto visual.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Menu da Xbox Series X atualizado para 4K

Consolas receberam anda modo noturno.

FIFA 22 e PS5 no topo do Reino Unido em setembro

Consola da Sony teve um dos seus melhores meses de vendas.

Também no site...

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários