Razer Kishi review - O melhor companheiro para Xbox Cloud

Jogar no smartphone nunca soube tão bem.

Por mais optimizados que os controlos tácteis estejam hoje em dia (e tem havido uma grande evolução desde que surgiram os primeiros jogos para smartphones), a crua verdade é que em muitos géneros o tradicional comando com botões continua a ser a melhor e a mais confortável forma de jogar. Enquanto smartphones como o ROG Phone 5 procuram emular os comandos através dos Air Triggers, marcas como a Razer preferem apostar em acessórios que transformam o smartphone em algo muito parecido a uma consola portátil. Depois de uma experiência com o Razer JungleCat - que tinha a grande falha de ser apenas compatível com três modelos de smartphones - a marca da serpente aproveitou a aprendizagem para lançar algo muito mais universal: o Razer Kishi.

Funciona com todos os smartphones?

O Razer Kishi é um acessório para smartphones com ligação USB-C. É compatível com qualquer smartphone que tenha a porta USB-C no meio e que não exceda as dimensões recomendadas, o que inclui modelos da Samsung, OnePlus e Google. Recentemente, a Razer também anunciou uma versão deste acessório para iPhone. Como está ligado ao próprio telemóvel, o Razer Kishi não precisa de bateria para funcionar. E se precisares de carregar o smartphone enquanto jogas, existe uma entrada USB-C no canto inferior direito. À primeira vista, parece uma reinvenção dos Joy-Con da Nintendo Switch. A diferença chave é que os comandos não estão separados, existe uma banda elástica que une o lado direito com o esquerdo.

A banda elástica é o segredo do design do Razer Kishi. Quando encaixas o smartphone, a banda elástica faz força, garantido que os comandos ficam bem agarrados às laterais. A isto ajuda também as borrachas que acolhem as laterais do smarphone - uma forma de evitar arranhões e de criar aderência. É extraordinariamente simples e funciona melhor que outros comandos para smartphones. Uma grande vantagem é a ligação ao smartphone por USB-C. A maioria dos comandos deste tipo recorrem a bluetooth, o que implica latência e possibilidade de interferências no sinal. Como não tem bateria, o Razer Kishi é muito leve e pode ser "dobrado" para ficar bem compacto, cabendo facilmente num bolso de casaco.

É compatível com que jogos?

O Razer Kishi necessita da aplicação oficial para funcionar (que encontras facilmente na Google Play ou App Store). Esta aplicação é útil porque também tem uma lista dos jogos oficialmente compatíveis. É importante sublinhar a palavra oficialmente aqui, porque há coisas que não são oficialmente compatíveis e funcionam. Uma delas é o emulador gratuito Pizza Boy GBA, por exemplo. Se este emulador funciona à primeira (ou seja, sem configurações adicionais), em teoria outros emuladores também devem funcionar na perfeição. Em termos de jogos oficialmente compatíveis, há nomes populares como Fortnite, Asphalt 9 Legends, Dead Cells, Dead Trigger 2, Grand Theft Auto: Vice City, Real Racing 3, Riptide GP2, Dungeon Hunter 5, todos os Final Fantasy clássicos, Star Wars: KOTOR, entre outros.

Apesar da lista de jogos compatíveis não ser extremamente completa, é bastante extensa. Mas o que realmente "vende" o Razer Kishi é a compatibilidade com o Xbox Cloud Gaming. Qualquer jogo que esteja disponível no Xbox Cloud (atenção, precisas de subscrição Xbox Game Pass Ultimate) funciona às mil maravilhas com o Razer Kishi. É impressionante conseguires jogar títulos como DOOM, Forza Horizon 4, Ori and the Blind Forest, Yakuza: Like a Dragon, entre outros, sem compromissos aparentes num ecrã de smartphone. A combinação entre o serviço da Xbox e o acessório da Razer é simplesmente brutal e, possivelmente, uma amostra do futuro do gaming.

Os botões são parecidos com o comando de uma consola

Outra vitória do Razer Kishi é que consegue, num formato compacto, oferecer a mesma experiência de um comando de consola. Aliás, o design da Razer é mais ergonómico que os Joy-Con da Nintendo Switch. Os gatilhos não são tão grandes como um gatilho do Dualsense / Dualshock ou comando da Xbox, mas têm um tamanho suficiente para não causar desconforto ou cansaço. Os analógicos são sólidos e também muito parecidos com aquilo que obténs na experiência de consola, a única falha é que deviam ser texturizados para maior aderência dos polegares. O D-Pad é macio e cumpre todos os requisitos para jogos de luta (nota: o Razer Kishi é oficialmente compatível com vários clássicos do género).

"Os analógicos são sólidos e também muito parecidos com aquilo que obténs na experiência de consola"

O Razer Kishi figura neste momento como o melhor comando que podes encontrar para jogar no smartphone e tem como vantagem ser completamente compatível com serviços com o Xbox Cloud Gaming. É fácil de transportar, não pesa quase nada e nem sequer precisa de ser carregado. Com este acessório, o teu smartphone vai-te oferecer uma experiência muito semelhante à que tens na consola. Se tivéssemos que apontar um defeito, seria a falta de saída 3.5 mm para auriculares (se o teu smartphone tiver esta porta, fica tapada pelo comando a não ser que esteja na lateral). Ainda assim, os auriculares bluetooth são cada vez mais comuns e acessíveis, já para não falar que há vários smartphones que já abandonaram a saída tradicional de 3.5 mm.

Prós: Contras:
  • Lista extensa de jogos oficialmente compatíveis
  • Funciona com emuladores como o Pizza Boy
  • Totalmente compatível com o Xbox Cloud
  • Leve, compacto, sem bateria
  • Confortável, não aleija as mãos
  • Oferece a experiência de consola em smartphone
  • Não tem saída 3.5 mm

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (27)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Rumor: Sony vai juntar PS Plus e Now para criar novos patamares do serviço

Acesso a demos, jogos PS4, PS5 e streaming de clássicos.

Os melhores jogos para oferecer este Natal a quem tem uma PS5

Estás com dúvidas em qual comprar? Nós ajudamos.

It Takes Two alvo de reclamação de direitos de autor pela Take-Two

Hazelight abandonou o registo do nome, mas espera não ter de mudar o nome ao jogo.

Também no site...

Os melhores jogos para oferecer este Natal a quem tem uma PS5

Estás com dúvidas em qual comprar? Nós ajudamos.

Netflix mostra pequeno teaser da série Resident Evil

Cerberus é a estrela desta pequena amostra.

Novas informações sobre BioShock 4

Das profundezas até às nuvens, para aterrar na Antártica.

Cristiano Ronaldo eleito como um dos melhores da Champions em FUT22

Os melhores da Fase de Grupos chegam ao jogo.

Comentários (27)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários