Michael Pachter justifica preço de Modern Warfare 2

Analista diz tratar-se de um teste ou talvez não.

O analista Michael Pachter voltou às luzes da ribalta devido à controversa decisão da Activision em escolher o preço de Modern Warfare 2, a última edição de Call of Duty qye chegará ao mercado em Novembro. Para ele o preço elevado do jogo nada tem a haver com a situação débil que atravessa a Libra Esterlina na actualidade, e que se trata apenas de uma operação negocial para medir a reacção popular.

Pachter contou aos nossos colegas britânicos do Eurogamer que, "A Activision está consciente de que se trata de um dos jogos mais importantes do ano, pelo que os utilizadores não se vão importar de pagar adicionalmente mais 10% ao preço final." Ao contrário do que tem vindo a suceder nos últimos meses, o analista considera que se trata de uma questão complexa, uma vez que é difícil determinar com certeza os motivos que levam a Activision a tomar esta iniciativa.

Pachter quis deixar a sua opinião pessoal a respeito, dizendo que este movimento passa por um possível interesse da Activision em querer comprovar qual a reacção das pessoas.

"Se vemos cada vez mais uma redução de preço nos jogos casuais, porque é que os jogos hardcore não podiam sofrer um aumento?" Esta é a pergunta que mais do que um jogador terá na sua cabeça quando descobrir que não se trata apenas de um caso isolado, mas que também afectará outros lançamentos que terão lugar no futuro.

O mesmo vai acontecer com Band Hero e até DJ Hero (cujo o preço ronda os 120 Euros) desta vez com um preço padrão para todas as consolas do mercado, sem reduções na PS2 ou Wii. A partir do fórum interno da companhia não quiseram revelar informações adicionais sobre esta política, alegando que "não revelam explicações sobre a politica financeira da companhia."

"Este é o ano em que a Activision irá aumentar aleatóriamente o preço dos seus videojogos, um facto que nada tem a ver com a subida de custos nos Estados Unidos." O analista prefere abordar a questão com cautela, e está convencido que a Activision mais tarde ou mais cedo irá revelar as suas intenções.

Salta para os comentários (24)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

Artigo | Spider-Man: Miles Morales tem algo a ensinar aos jogos em mundo aberto

Insomniac Games ressuscitou uma sensação que pensava perdida.

O que estamos a jogar - 31 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Também no site...

O que estamos a jogar - 31 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

Parte 2 de Fantasian está quase pronta

Mistwalker promete que será maior que a primeira.

Artigo | Spider-Man: Miles Morales tem algo a ensinar aos jogos em mundo aberto

Insomniac Games ressuscitou uma sensação que pensava perdida.

Comentários (24)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários