Mass Effect 2 - Melhorias técnicas impressionam

Digital Foundry fareja na gamescom.

Na semana passada a BioWare mostrou na gamescom, uma demo de cerca de 15 minutos de Mass Effect 2, e o impacto geral é muito positivo, com uma aplicação muito mais impressionante e confiante da tecnologia Unreal Engine 3.

A ladainha de problemas técnicos encontrados na versão Xbox 360 do primeiro jogo é extenso. Por exemplo, o jogo tinha evidentes problemas de texture-streaming pelo que a jogabilidade ficava lenta, ou até mesmo congelava quando o DVD era incapaz de acompanhar a demanda por nova informação - uma questão que a instalação no disco por intermédio do NXE apenas melhorou ligeiramente.

Dava a sensação de que o primeiro jogo de Mass Effect era demasiado ambicioso para a tecnologia Unreal Engine 3, onde tinha alguns problemas de frame-rate, tanto nas cinemáticas como a jogar.

"Uma coisa engraçada sobre isso, e o porquê de realmente sermos capazes de fazer melhor, é que temos este primeiro jogo, portanto nós já sabíamos onde rectificar", disse Heather Rabatich da BioWare na gamescom. "Os gajos da equipa de desenvolvimento fizeram uma lista de tudo o que eles queriam melhorar, e começaram a riscar: os loads do elevador, as texturas a aparecer e conseguias ver os avanços visualmente."

Certamente que podes. A versão Xbox 360 era a que estava em exibição na convenção, e tanto nas secções de role-playing e de tiros, havia muito poucas evidencias discerníveis de quaisquer problemas de streaming de texturas. A resolução está definitivamente bloqueada aos 720p, e embora quase todos os LCDs usados na gamescom estivessem muito mal calibrados, (com um contraste ultra-forte, sendo difícil a análise) parece que Mass Effect 2 tem também a funcionalidade de 2x MSAA anti-aliasing.

Para além disso, o jogo é sincronizado verticalmente, o que pode ter às vezes impacto na frame-rate, mas isso só parece ser perceptível durante as sequências cinemáticas, e mesmo assim, ainda é uma enorme melhoria face ao primeiro jogo.

O grande impulso no desempenho durante a jogabilidade é também impressionante, especialmente tendo em conta que a BioWare tem a intenção de dar a estes sectores ainda mais ênfase na acção, tornando-a definitivamente num shooter credível. Mais brilho e mais acção normalmente implicam uma maior carga no motor do jogo, mas mais uma vez, ME2 desenrasca-se muito bem.

Quanto aos loadings nas secções de elevador... Sim, eles ainda estão lá, mas estão claramente mais rápidos do que estavam no primeiro jogo, com umas imagens vectoriais estilo computador a serem mostradas na subida (e presumivelmente na descida), ajudando a tornar a espera mais suportável. A sensação geral - certamente na demo que foi mostrada - é que todo o processo é muito menos penoso desta vez.

Publicidade

Salta para os comentários (11)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

PS5 imaginada por fã e renderizada em 3D

A Sony não revela a consola e os jogadores vão criando as suas versões.

ArtigoXbox Series X - Lançamento, Jogos, Specs, Preço e Funcionalidades

Tudo o que sabemos sobre a próxima consola da Microsoft.

Vídeo da Xbox Series X visto mais de 6.2 milhões de vezes num dia

Rácio de positivos é incrivelmente positivo.

Também no site...

PS5 imaginada por fã e renderizada em 3D

A Sony não revela a consola e os jogadores vão criando as suas versões.

Vídeo da Xbox Series X visto mais de 6.2 milhões de vezes num dia

Rácio de positivos é incrivelmente positivo.

Comentários (11)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários