God of War: Chains of Olympus • Página 2

Memorável e único!

Para além disso podemos desbloquear diversos Tesouros. Estes Tesouros serão desbloqueados de acordo com a nossa progressão e modo de dificuldade escolhido. Temos vídeos para desbloquear, novos fatos e desafios, que são pequenas adições ao jogo.

Em termos de lutas e progressão de jogo, tudo é igual à versão PlayStation 2, mas aqui apenas com dois L e R. Usando os L e R em conjunto com os quatro botões de acção, efectuamos as diversas acções, desde utilização de poderes, com o L, ou acções de bloqueio e ataque com o R. A curva de aprendizagem e memorização dos truques é razoável, não sendo difícil efectuar combos dignos de um bom filme Oriental.

Iremos encontrar pelos caminhos diversos sub-bosses, sendo os grandes desafios razoavelmente fáceis. E esta é uma das lacunas de GoW:Chains of Olympus. Achamos o jogo demasiado fácil, bastando perceber um pouco a forma de ataque dos inimigos e não teremos problemas nenhuns em conseguir dar uma valente tareia a todos eles.

Para os mais aventureiros e exigentes joguem desde logo em modo Spartan e passem para o modo God, pois ai sim, o verdadeiro Kratos dentro de cada um de nós revela-se.

Falar de GoW é falar no seu ambiente. Principalmente na sua componente musical e de efeitos sonoros. Para poderem desfrutar em pleno, usem auscultadores, pois uma banda sonora e efeitos deste tamanho, só podem ser ouvidos desta forma. A música durante o jogo é proporcional ao que se passa no ecrã, no sentido de se coadunar com a acção. Ora música rápida em batalhas ferozes, ora música calma e mais melódica em momentos sossegados.

God of War: Chains of Olympus consegue levar-nos numa jornada épica, conseguindo criar ao nosso redor, um ambiente de aventura, descoberta e vingança, que poucos jogos conseguem transmitir, não importando em que plataforma estamos a falar.

A única falha, se é que podemos chamar, é a sua pouca durabilidade. Cerca de 6 horas conseguimos terminar o jogo. Embora os Tesouros possam elevar um pouco mais o tempo, achamos muito pequeno.

Em forma de conclusão, God of War: Chains of Olympus é o que de melhor já se fez para a PSP, colocando a fasquia da qualidade muito alta. Mas uma coisa é certa, queremos mais, gostamos de Kratos e não podemos deixar de o desejar o mais rápido possível.

Depois desta terceira versão de God of War, só podemos imaginar e pensar no que será Kratos na PlayStation 3.

9 /10

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (2)

Sobre o Autor

Jorge Soares

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Conteúdos relacionados

Rumor: EA Play será integrado no Xbox Game Pass

Serviço da Microsoft ficará ainda mais robusto.

Demo de NBA 2K21 a caminho

Experimenta-o antes do lançamento.

Vídeo mostra a impressionante evolução da série Microsoft Flight Simulator

De fundos pretos e linhas brancas a paisagens fotorealistas.

Também no site...

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários