Eternal Sonata

É assim que se fazem os sonhos.

Seria simples e fácil referir que Eternal Sonata é bem vindo e que as suas possibilidades de triunfo são mais do que muitas. Falar em RPG`s na Playstation 3 não é possível sem mencionar a já conhecida escassez que o género enfrenta nesta consola mas usar tal para julgar as capacidades de Eternal Sonata não seria justo e nem tão pouco correcto. Eternal Sonata ostenta qualidade suficiente para se promover sem necessitar de referir problemas que lhe são alheios. Todos os jogadores com uma Xbox360 há muito que podem desfrutar dele mas para os jogadores Playstation 3 será a primeira hipótese de terem acesso a uma nova fábula que passado um ano deverá regressar ainda mais forte.

Não será certamente estranho à maioria que iniciar um RPG seja quase como comprar um passaporte para um sonho. Quando bem sucedido, um RPG pode assumir-se como um sonho, uma ponte para um mundo de magia e fantasia com a capacidade de nos marcar muito mais do que um sonho proporcionado por um livro ou até mesmo vindo de nós próprios. Sempre tive em conta que quem cria um RPG está a criar um sonho, está a criar um mundo no qual vamos entrar e conhecer. Poucos géneros conseguem ter este poder, ou capacidade, de nos tocar emocionalmente, de nos fazer viajar por outras terras que nunca conhecemos.

Com Eternal Sonata, não foram precisos mais do que cinco minutos para me questionar se teria realmente entrado num sonho. A qualidade deste RPG da Namco Bandai parece realmente ser fruto de um sonho. Nesta tarefa que é criar uma janela para outro mundo, Eternal Sonata parece-o fazer como poucos. A combinação entre um fantástico visual e uma banda sonora a condizer, conferem a Eternal Sonata um ambiente e uma capacidade para absorver o jogador, digna dos melhores registos.

Desenvolvido pela Tri-Crescendo, Eternal Sonata leva-nos a conhecer o sonho fantástico de Chopin que se encontra entre a vida e a morte. Neste sonho, o famoso compositor encontra uma rapariga com um terrível destino à sua espera e um rapaz que irá fazer tudo para a salvar. Nesta barreira entre sonho e realidade, Chopin vai descobrir a luz que brilha em todos nós. Quase como que querendo confirmar a minha perspectiva pessoal sobre este género, Eternal Sonata promete levar o jogador a viver um sonho que já é em si um sonho. Uma história interessante e muito promissora, bastante diferente do tradicional que várias vezes é repetido.

2
Alegretto é o nosso herói neste sonho

Nesta demo vamos passear com Alegretto pela floresta Agogo, caminhar pela vila de Tenuto e ainda vaguear pela floresta Heaven`s Mirror, culminando com uma luta contra um terrível inimigo. São estes os locais onde esta demonstração do sonho irá decorrer. Todos aqueles que se estiverem a questionar sobre a fantasia e magia que a Tri-Crescendo conseguiu captar, basta passarem por um certo campo na vila de Tenuto. Cenários belos e mágicos é o que não falta em Eternal Sonata. Passear por locais como a floresta Heaven`s Mirror é quase como passear pelos mais belos sonhos de uma criança repleta de fantasias na sua mente. É belo, é inspirador e também cativante.

Salta para os comentários (9)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários