Comparação Tecnológica: Call of Duty: Black Ops PC

Ultrapassa as versões de consola?

Call of Duty: Black Ops nas consolas é um grande jogo e em muitas formas o lançamento PC é significativamente melhor. Tendo jogado ambas as versões PlayStation 3 e Xbox 360, abordámos o nosso terceiro jogo pesarosamente, um pouco desgastados após todo o esforço colocado no Confronto PS3 vs. 360. Agradavelmente, o nosso terceiro jogo foi de forma alguma um biscate. Na verdade é seguro dizer que conseguimos deixar o melhor para último. Assumindo que tens uma máquina adequadamente apetrechada, Black Ops PC entrega uma experiência imbatível.

A melhor coisa quanto a isto é que permite ao jogo ser jogado sem qualquer um dos compromissos feitos nas versões de consola. Fora as melhorias visuais, a possibilidade de jogar com rato e teclado acrescenta uma adicional dimensão à jogabilidade, obviamente aumentando substancialmente a tua pontaria sobre jogar com comando. Existe suporte para comando na versão PC de Black Ops, efectivamente tornando os controlos idênticos à versão Xbox 360, se bem que existem alguns aborrecimentos menores, como ter que mudar para o rato apenas para seleccionar as opções no ecrã de pausa.

Falamos no Confronto Black Ops sobre "60FPS perceptuais" – como os jogos de consola são muito mais suaves e com melhor resposta do que o típico shooter 30FPS, mas a operar na mesma com um nível de performance flutuante. Também discutimos o firme compromisso dos jogos COD a resoluções de renderização sub-HD para tornar isto possível, com o jogo Xbox 360 a correr algures na região dos 1040x608 enquanto que a PS3 está perto dos 960x544. Desde então, notámos comentários online de staff da Treyarch, a falar sobre como foi difícil encaixar tudo num DVD.

Ao iniciar a versão PC, temos a oportunidade de levar a cabo uma experiência "e se?" – podemos usar texturas de ponta e correr o jogo nativos 720p para ter uma ideia de como Black Ops se iria parecer se as consolas tivessem apenas um pouco mais de memória e capacidade de processamento. Também nos permite colocar melhor as diferenças entre as versões PS3 e Xbox 360 em contexto, em termos das suas diferentes resoluções sub-HD e o impacto na qualidade da apresentação geral.

A diferença é bem assinalável. É claro que o jogo PS3 corre com a resolução mais baixa de todos, mas é igualmente aparente que o salto na resolução Xbox 360 não é de forma alguma tão aparente quanto o salto de gerações em direcção aos nativos 720p. Também merecedor de nota é que uma larga percentagem dos erros de renderização encontrados nas versões PS3 e Xbox 360 estão na sua maioria ausentes no jogo PC.

Acima dos benefícios do aumento de resolução, também vemos outros elementos que podes considerar serem marcas da experiência PC: sombras tem mais amostras, a iluminação parece operar a uma nível de precisão maior e as partículas são aplicadas mais generosamente ao longo dos níveis.

Obviamente, o PC é capaz de ir além da resolução 720p. A absoluta linha base de ponta actualmente é efectivamente 1280x1024 – a resolução padrão para um dispositivo LCD 5:4 de gama baixa. Usando um PC Core i7 a correr a 2.66GHz, combinado com o poderio de uma NVIDIA GTX480, fomos capazes de correr o jogo a 1080p com todas as definições no máximo, incluindo uns espantosos 16x MSAA (!). Enquanto a diferença de detalhe entre os jogos de consola e a versão PC é substancialmente a 720p, o jogo assume toda uma nova dimensão a resoluções maiores onde trabalho de arte melhorado tem realmente permissão para brilhar.

Na comparação tecnológica de Modern Warfare 2 do ano passado falamos sobre como o permitir de qualidade "extra" nas texturas deu ao jogador um aumento no nível de detalhe na versão PC sobre o jogo de consola. Em Black Ops, a mesma opção está presente mas é seguro dizer que o aumento na qualidade visual é significativamente maior.

Fora o ocasional glitch, estas definições permitiram-nos na mesma manter 60 fotogramas por segundo e foi neste ponto que o gigantesco fosso na fidelidade visual realmente nos atingiu. A campanha para um jogador de Black Ops parece decente na consola, mas no PC, com a resolução extra, o rácio de fotogramas mais sólido e o aumento na qualidade do trabalho de arte combinam todos para aumentar uma experiência que derruba as versões consola vezes seis.

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Loadings de Ghost of Tsushima são incrivelmente rápidos

Não é habitual ver isto nas consolas.

LEGO NES revelada oficialmente

Mais uma sensacional colaboração com a Nintendo.

Microsoft fala da "revolucionária" Xbox Velocity Architecture

"A melhor solução para o streaming" nos videojogos de próxima geração.

Ghost of Tsushima foi fortemente influenciado por Zelda: Breath of the Wild

Sucker Punch viu o triunfo da liberdade como um grande voto de confiança.

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários