Batman: Arkham Asylum - PS3/Xbox 360 Demo

O que tu mostras é o que te define.

Há tempo suficiente para deixar de lado outros trabalhos do Digital Foundry para aplicar o mais recente, mais rápido, e as mais intensas ferramentas disponibilizadas de análise do DF à recente demo de Batman: Asilo Arkham. É um download de 1.5GB, disponível já no PSN e Xbox Live. É um grande download, mas um que vale a pena gastar o nosso tempo e largura de banda.

Alimentado pelo Unreal Engine 3, é mais uma oportunidade para vermos até que ponto o ambiente multi-plataforma se adequada à plataforma de cada consola. Nos mais recentes exemplos (Wheelman e X-Men Origins: Wolverine), os jogos estavam próximos, com uma pequena vantagem na versão Xbox360 em relação ao frame-rate, combinados com menos frames partidos. A inclusão do anti-aliasing, 2x multisampling foi também uma vantagem para a plataforma Microsoft.

Embora os elementos da combinação/versus da nova análise de frames da Digital Foundry ainda está a ser arranjada e aperfeiçoada, aqui ficam dois vídeos em vez da habitual combinação: primeiro, o jogo na Xbox 360, rapidamente seguido por uma versão da PS3, mostrando a acção exactamente nas mesmas partes do demo.

A nossa pesquisa diz que, com base no desempenho técnico desta demo, ninguém vai ficar desapontado com o Batman: Arkham Asylum. Ambos os jogos conseguem manter os 30FPS, na maior parte das vezes com o mínimo de screen-tear, e nas nossas amostras apresentadas, cerca de 17.000 frames, um mero 1,7 por cento deles estavam partidos na PS3, em comparação com 0,2 por cento na Xbox360. Devido à natureza escura do jogo, e no facto de que não lida com acção colorida e rápida, esses mesmos frames partidos raramente eram notados. Se o nível de complexidade dos ambientes aumentarem na versão final, é justo assumir que a disparidade poderá alargar (especialmente tendo em conta o adicional tearing visto nos ambientes mais abertos da demo, mais evidentes na PS3), mas enquanto não tivermos a versão final, não podemos colocar isso em teste.

O que é mais evidente é que a partir de uma rápida inspecção, é claro que a Xbox360 tem uma pequena vantagem na qualidade da imagem, devido à habitual inclusão do Unreal Engine 3 de 2xMSAA onde não existe na PS3. Novamente, o impacto não é tão acentuado, devido à cor escura empregues na paleta. Fora isso, as diferenças são mínimas - um efeito motion blur usado com parcimónia quando alterna entre cenas nas cinemáticas geridas pelo motor, está ausente na PS3, e como no Wolverine, existem diferenças em algumas das iluminações, notado mais com a inclusão na Xbox360 do SSAO (Screen Space Ambient Occlusion) o que ajuda a acrescentar profundidade à cena. No entanto, é preciso que se diga que estes efeitos são difíceis de perceber: o escuro e as trevas são realmente um grande nível.

Com base na qualidade da demo, este parece ser um grande jogo, independentemente da plataforma - não se esqueça de fazer o download da demo logo que seja possível. Estou muito ansioso pela versão final, e também a versão PC deverá ser um prazer. Esta versão beneficia do suporte à aceleração por hardware, PhysX, e como tipicamente o UE3 é relativamente leve em ambos CPU e GPU, ele deve ser agradável para os jogadores, mesmo com um PC modesto.

Salta para os comentários (22)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (22)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários