Resident Evil Village: Maiden demo examinada na PlayStation 5

4K, ray tracing, desempenho e mais, discutidos pela equipa.

Na sequência da surpresa da demo Resident Evil Village 'Maiden' para a PlayStation 5 ontem à noite, a equipa do Digital Foundry sentou-se para falar das suas impressões sobre a nova demo. John Linneman e Alex Battaglia juntam-se ao especialista da série Alex Aniel, autor de Itchy, Tasty: An Unofficial of Resident Evil. O resultado? O vídeo incorporado nesta página!

A qualidade de imagem é a boa parte da discussão, onde a PlayStation 5 entrega um 3840x2160 completo, com a Capcom a empregar a excelente tecnologia de reconstrução de imagem ao estilo checkerboard no Motor RE para renderizar a partir de uma resolução de base mais baixa. É uma das implementações mais impressionantes, parecendo muito, muito próxima da renderização nativa real. A manipulação de materiais e a rica geometria em evidência na demonstração também impressiona, tal como a solução HDR. De facto, o jogo não tem exatamente o mesmo impacto visto em SDR padrão - os pretos são tão pretos como se sente que deveriam ser, enquanto que o modo HDR faz uma enorme diferença aqui. A única questão notável parece ser a das texturas de baixa resolução, quando certas partes do ambiente são vistas de perto.

A equipa do Digital Foundry apresenta as suas primeiras ideias sobre a demonstração da demo RE Village 'Maiden'.

Também interessante é que, semelhante ao Devil May Cry 5 Special Edition, a Capcom também parece estar a utilizar o hardware ray tracing da consola para reflexos RT. O efeito real é muito subtil e os reflexos em si são de baixa resolução, mas é definitivamente um passo acima dos reflexos mais típicos do RE Engine, que historicamente não parecem muito bons nos títulos anteriores do Motor RE. O impacto do ray tracing no desempenho não é claro, mas ao visar 60 fotogramas por segundo, o jogo não o consegue sustentar: grandes áreas abertas podem causar pequenos problemas enquanto a taxa de fotogramas cai significativamente nas sequências de ataque. Será interessante ver como o desempenho se mantém nas extensas áreas exteriores - partes do jogo que apenas vislumbrámos até agora em material promocional.

Claro que se trata de uma demonstração precoce e não necessariamente representativa do desempenho final, mas vamos certamente estar interessados em ver como corre Resident Evil Village - particularmente por se tratar de mais um jogo cross-gen nas consolas, com a PS4 e a Xbox One a ocuparem o seu lugar ao lado das suas congéneres brilhantes de próxima geração. Independentemente disso, as primeiras impressões são certamente favoráveis e, se tiver os meios, recomendamos vivamente que verifique esta demonstração. Seguiremos o progresso de Resident Evil Village até ao seu lançamento e para além dele.

Salta para os comentários (40)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry  |  digitalfoundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Apex Legends Switch mostrado num novo trailer

30 níveis gratuitos e duplo XP nas primeiras duas semanas.

Epic Games compra os produtores de Fall Guys

Nada mudará no futuro da franquia.

Razer anuncia a Razer DevCon, um evento para produtores de videojogos

Quer encorajar a integração do seu ecossistema em software e hardware.

Yakuza: Like a Dragon chegou finalmente à PS5

Quem tem a versão PS4 tem direito a upgrade gratuito.

Comentários (40)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários