Modos de desempenho de Halo Infinite impressionam na Series X e One X

Uma separação entre gerações que funciona a 120fps/60fps.

Os últimos testes técnicos de Halo Infinite estão em pleno andamento. No fim-de-semana passado, a ação começou com o trio de mapas que vimos na antevisão inicial, apoiada por novos mapas do jogo, opções de treino offline e a estreia surpreendente de um novo mapa 'Behemoth'. Os testes continuam este fim-de-semana, e a chegada de grandes batalhas em equipa é aliciante. Com base no que jogámos, as versões das consolas parecem globalmente mais impressionantes - e há boas notícias em termos de melhorias nos modos de desempenho do jogo na Xbox Series X e, talvez surpreendentemente, na Xbox One X.

No entanto, a verdade é que, na sua maioria, a composição técnica de Halo Infinite não sofreu alterações desde a estreia do jogo no teste multijogador. Assim, para recapitular, a Xbox One S é claramente a versão mais desafiante. Tenta funcionar a 1080p mas tem uma escala de resolução dinâmica agressiva, os pixéis com deslocamento independente contam tanto com a resolução horizontal como com a vertical. Esta situação pode ter um aspeto bastante irregular, uma vez que não é ajudada por um limite de 30fps que apresenta novos fotogramas entregues de forma desigual, acrescentando mais problemas de imagem. No entanto, é Halo Infinite, é jogável e, embora se esteja em desvantagem ao jogar contra jogadores em qualquer outra consola Xbox, continua a ser agradável.

Xbox Series S? Mais uma vez, não sofreu alterações desde a primeira vez que vimos o código multijogador e funciona sem problemas no que é essencialmente um bloqueio de 60 fotogramas por segundo. Não há aqui pretensões de 1440p - está-se a obter uma experiência consistente de 1080p e, embora a escala de resolução dinâmica ainda seja utilizada, é difícil encontrar áreas onde se observam quedas consistentes. No entanto, o modo 120Hz encontrado no primeiro teste desapareceu. Quando demos uma vista de olhos pela primeira vez, na realidade funcionou mais suavemente do que o modo equivalente da Series X, mas a resolução pode atingir mínimos de 540p. Talvez a 343 Industries esteja a repensar.

Um olhar sobre a forma como todas as versões do teste multijogador de Halo Infinite se comportaram, com base na exibição do fim-de-semana passado.

Entretanto, o modo de desempenho da Series X está claramente num estado muito melhor do que estava antes. Com exceção das quedas de fotogramas pontuais (essencialmente invisíveis ao olho humano), é um bloqueio de 120 fotogramas por segundo, com uma janela DRS de cerca de 1080p a 1440p. Para além de algumas animações de 60fps, o movimento e a fluidez são brilhantes, o visual aguenta-se bem apesar da resolução flutuante e, em geral, é uma vitória. Curiosamente, o acesso aos 120fps é conseguido através da alternância qualidade/desempenho que não funcionou de todo na primeira visualização. Desta vez, a opção agora funciona, permitindo alternar entre os modos 60fps e 120fps, mas apenas se a consola estiver definida para 120Hz de saída. Sem surpresas, se estiver definido para 60Hz de saída, obterás apenas o modo de qualidade - que parece oferecer uma gama de escalas dinâmicas de 1800p-2160p. Ambas as opções estão basicamente a funcionar sem falhas e, neste momento, a Series X oferece a experiência máxima.

Mas talvez a maior surpresa na última ronda de testes seja a Xbox One X, que pareceu impressionante na sua estreia com visuais próximos da experiência da Series X mas limitados a 30fps - com muito menos problemas de frame-pacing do que as versões One S. A sua aparência, mas fundamentalmente, um shooter em primeira pessoa de alta velocidade a 30fps não se adequa e coloca-o em desvantagem em relação aos jogadores da Xbox Series. Mais uma vez, a alternância qualidade/desempenho foi fixada e a surpresa é que a última opção oferece agora 60fps - que não é tão estável como a experiência da Xbox Series, mas é muito, muito próxima de facto. Mais uma vez, parece semelhante ao modo de desempenho da Series X que funciona a metade da taxa de fotogramas, com uma gama de resolução dinâmica correspondente de 1080p a 1440p. Consegue sustentar os 60fps mesmo no mapa mais amplo, Behemoth, que é mais aberto e com veículos. O desempenho pode cair para os 50s altos, mas a melhoria em relação ao modo de qualidade é transformadora.

E caso te tenhas esquecido, aqui estão os nossos pensamentos sobre a exibição inicial da componente multijogador.

Com base na apresentação da semana passada, pelo menos, é o PC que é preocupante. Em primeiro lugar, semelhante ao primeiro flight, correr com v-sync num ecrã de 60Hz requer a utilização do limitador de 60fps no jogo, que na realidade parece correr a 57-59fps, causando gaguez (superado apenas desligando o v-sync e permitindo-o com o painel de controlo da GPU). As animações de visualização das armas parecem frequentemente atualizar-se a uma velocidade inferior à do resto do jogo, enquanto descobrimos que mesmo em configurações baixas a 1440p, uma RTX 3090 não poderia executar o jogo de forma consistente a 120fps, com provas que sugerem que a GPU não está perto de uma utilização total. Vamos dar uma vista de olhos à atualização deste fim-de-semana, mas a nossa experiência da semana passada não foi positiva.

Trata-se muito da exceção e não da regra, porque certamente de uma perspetiva multijogador, Halo Infinite está a moldar-se muito, muito bem nas consolas. À parte da versão de base da Xbox One, todos têm a oportunidade de jogar um shooter de arena brilhante e envolvente que se sente rápido, fluido e responsivo. Foi a Xbox One X que mais nos surpreendeu desta vez e é bom ver que as capacidades da máquina não foram negligenciadas - e que há um caminho a seguir para corresponder ao desempenho de base da nova onda de máquinas. De facto, em vários aspetos, está a destacar a Xbox Series S em termos de características gráficas.

Sim, existem algumas arestas (falhas gráficas e bots 'presos' nas máquinas da anterior geração, alternâncias de desempenho/qualidade que precisam de ser reiniciadas manualmente em cada jogo), mas o jogo estreou-se fortemente quando o vimos pela primeira vez e as melhorias observadas nesta altura são impressionantes - e definitivamente estaremos lá para os testes deste fim-de-semana. E se ainda não o experimentaram, agora é uma ótima altura para entrar a bordo. Os utilizadores de PC necessitarão de um código de um insider existente para ter acesso à ação, mas se tiveres uma consola Xbox, basta descarregar a aplicação Insider e deverás estar pronto para começar.

Salta para os comentários (55)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry  |  digitalfoundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

DICE revela os restantes Especialista de Battlefield 2042

Também esteve atenta ao feedback recebido da beta.

Halo Infinite terá Radeon RX 6900 XT personalizada

O jogo está a ser optimizado para os processadores Ryzen.

Também no site...

Jogos Project Zero poderão receber mais remasters

Koei Tecmo ficou surpresa com as reações.

Netflix não comprará estúdios de jogos a torto e a direito

Estará atenta a oportunidades que façam sentido.

Abertas as reservas para Cotton 100% e Panorama Cotton

Strictly Limited Games e ININ Games celebram 30 anos da série.

Vídeo | Lootbox #34 LIVE - Em direto com a comunidade

Junta-te a nós pelas 16h de Portugal, 12h no Brasil.

Comentários (55)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários