Ghost Recon Breakpoint alcança o dobro da performance na PS5 e Xbox Series

Mas há uma grande diferença na resolução entre a Xbox Series X e PS5.

A nova geração de consolas tem sido espantosa para os que adoram jogar a 60 fotogramas por segundo. A Ubisoft tem liderado essa carga com jogos como Assassin's Creed Valhalla, The Division 2 e Immortals Fenyx Rising, que incluem pelo menos uma opção performance ou correm por pré definição a 60fps na Xbox Series X, Series S e PS5. Agora podemos adicionar Ghost Recon Breakpoint à lista. Foi atualizado perto do lançamento das novas consolas e apesar de correr por retrocompatibilidade, jogar com o dobro do rácio de fotogramas já transforma a experiência. The Division 2 tentou o mesmo truque, mas deixou a desejar na PS5, com florescimentos visuais ausentes. Mas existem boas notícias sobre The Division 2 que merecem uma menção antes de falarmos de Breakpoint.

A atualização 1.31 para The Division 2 chegou após a nossa cobertura e basicamente resolve todos os problemas que relatamos, nomeadamente os reflexos screen-space e nevoeiro volumétrico estão de volta. Provavelmente foi uma falha da Massive na altura, uma simples opção que ficou por validar. No entanto, ainda existem limitações relacionadas com a versão PS4 Pro, existe uma pequeníssima vantagem na performance sobre a Series X, mas a resolução é inferior na PS5. O grande sucesso está nos 60fps, tal como em Ghost Recon Breakpoint.

Enquanto sequela para Wildlands, Breakpoint foi um jogo ambicioso. Existem pontos que relembram as enormes selvas de Crysis ou Far Cry. As físicas para a lama também são um destaque e existe uma incrível sensação de liberdade ao explorar a ilha, repleta de florestas, veículos e locais secretos, com mudança na hora do dia e clima. Mas como acontecia frequentemente na anterior geração, mundos grandes e complexos apenas conseguiam correr 30fps. Existiam dois modos, gráficos e resolução, ambos a 30fps. A situação muda na nova geração. Na PS5, o modo resolução corre a 1440p, enquanto na Series X tens 4K, apesar de ser promovida 4K para ambos os modos. Ambas correm com resolução dinâmica, mas na maioria do tempo fica nos valores máximos. O aspeto visual parece idêntico, apesar da Series X forçar filtro anisotrópico 16x através do hardware, algo que não acontece na PS5. Curiosamente, a Series S apenas tem um modo, corre a 1440p30 tal como no modo resolução da PS5, o que nos dá uma perspetiva sobre a resolução na consola da Sony.

Neste vídeo mostramos os problemas de The Division 2 que foram corrigidos e como está Breakpoint na nova geração.

O novo modo Performance é o que diferencia o jogo. Apenas a PS5 e a Series X recebem este modo, no qual a resolução é sacrificada. No caso da PS5, temos 1080p no máximo, tal como na PS4 Pro em modo gráfico. O modo performance altera algumas definições, muda o método da oclusão ambiental, mas no geral é muito similar. A Series X alcança os 60fps com uma resolução dinâmica que vai até 1440p. Temos 2560x1440 como máximo no modo performance, apesar de vermos ajustes na resolução para manter a performance, o mínimo é 2304x1296. Há alguma flexibilidade na Series X, mas no geral tens uma imagem mais nítida do que na PS5. A melhoria é bem vinda nas duas consolas, mas é pena que a PS5 fique afetada por limitações da PS4 Pro. Felizmente, o rácio de fotogramas é sólido nas duas, mas encontrámos quedas nas duas, apesar de breves e que por vezes nem aconteceram ao repetir as cenas. Mas a melhoria geral é percetível, melhorando imenso a qualidade da experiência.

Apesar da melhoria no rácio de fotogramas ser o destaque, existem melhorias no modo resolução e as duas consolas correm agora a 30fps fixos, melhorando a experiência sobre a anterior geração, mas faltou ambição. 1440p dinâmica na PS5 e 2160p na Series X não combina com as especificações das consolas e as experiências com outros jogos. A noção que o modo padrão da Series S é igual ao modo resolução da PS5 em termos da qualidade de imagem é estranho, fica a ideia que as opções de conversão da Microsoft oferecem mais opções e que isto não reflete as capacidades das consolas. Faz sentido a Series X correr neste modo para os que preferem a qualidade de imagem, para ver se gostas de 4K30. No entanto, correr a 1440p na PS5 não parece uma melhoria muito grande sobre 1080p60.

Breakpoint, tal como outros jogos da Ubisoft, é um bom argumento para quem defende os 60fps como o padrão da nova geração, algo raramente possível em jogos mais abertos na anterior geração. Seja sustentável para esforços mais exigentes, em termos de tecnologia, que serão lançados no futuro, ainda teremos de ver, mas por enquanto, saltar de 30fps para 60fps é definitivamente uma grande melhoria e esperamos ver mais disto no futuro.

Salta para os comentários (53)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Brie Larson apresenta o seu bundle na loja de Fortnite

Estrela da MCU promete jogar o jogo em direto com a sua equipa.

Nova atualização para Cyberpunk 2077 já disponível

Hotfix 1.21 dá mais estabilidade ao jogo.

Também no site...

Comentários (53)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários