Cyberpunk 2077 patch 1.2: grandes melhorias na PS4 Pro, mas e as outras consolas?

Xbox One X, PS4 e Xbox One ainda não estão boas o suficiente.

Cyberpunk 2077 recebeu a sua atualização 1.2 na semana passada, acompanhada por uma gigantesca lista de correções e melhorias. Os jogadores vão notar que foram corrigidos erros que quebravam o jogo, mas será que está tudo resolvido nas consolas? Podemos recomendar o jogo nas consolas de anterior geração? Vamos ser diretos, existem boas notícias para quem joga na PlayStation 4 Pro, em termos de performance e estabilidade, mas ainda há muito caminho a percorrer.

As informações da v1.2 não nos detalham o esforço para otimizar a experiência na PS4 e Xbox One, apesar de existir uma longa lista de otimizações ao motor que, em teoria, devem melhorar a experiência para todos. Também existem as prometidas melhorias na controversa anti-aliasing temporal e reflexos screen-space melhorados. A Xbox One é destacada pelas melhorias na gestão da memória, mas são as otimizações no streaming que nos chamaram a atenção pois parece ser a chave para as dramáticas melhorias na PS4 Pro.

Tudo focado na tecnologia de streaming em segundo plano, a forma como a geometria e texturas são trazidas do armazenamento, descomprimidas e geradas no ecrã. Reparamos uma mudança aplicada na PS4, PS4 Pro e Xbox One, mas curiosamente, a Xbox One X não parece ter diferenças. Resumindo, existe a sensação que o streaming corre com uma menor prioridade do que antes, com a mira em melhorias no rácio de fotogramas à custa de apresentar detalhe. Os materiais dos cenários demoram mais a carregar, o pop-in é um problema maior do que anteriormente. Podes dizer que existem atrasos no streaming, mas o detalhe acaba por ser gerado, se lhe deres tempo. No entanto, uma cidade densa ao conduzir rapidamente mostra que alguns aspetos do cenário não são carregados sequer consoante passas por eles.

O Digital Foundry testa a v1.2 de Cyberpunk 2077 nas consolas de anterior geração.

Podes ver no vídeo em baixo como isto afeta a apresentação geral, especialmente na PS4 Pro, mas isto significa claros benefícios na performance. A PS4 Pro correu sempre com a melhor performance, até superior à Xbox One X. Agora, está ainda melhor, passando muito do seu tempo nos 30fps. Correr por um mercado repleto de pessoas podia criar quedas para meios 20s na Pro. Com a nova atualização instalada, o jogo crre a 30fps quase perfeitos, com a redução (ou o atraso) no detalhe que falei. Por vezes, em cenários lado a lado, como uma corrida pelo mercado, a performance melhora até 8fps na Pro com a v1.2, uma melhoria significativa para um jogo a 30fps. Está mais simplificado e apesar de ser preciso um sacrifício nos visuais para lá chegar, diria que vale a pena devido à melhoria na jogabilidade. Surge pop-in ao mover com velocidade pelos cenários por isso, em termos práticos, passa rapidamente.

Penso que o mais espantoso dos testes é ver o infame tiroteio a decorrer. É um teste que preparei quando o jogo foi lançado, no caminho para o Ripperdoc, conduzo a grande velocidade por Night City, ao invés de estacionar no local indicado, basicamente cometemos diversos crimes. A combinação de combate, vários NPCs e denso detalhe na cidade afunda a performance em todos os sistemas e ainda o faz na PS4 Pro, mas está muito melhor do que na v1.1. Ainda existem alguns problemas, tiroteios contra os Maelstromers conseguem quedas para 20s e senti um congelamento para o menu. Ainda existe espaço para melhorias e apesar dos grandes ganhos na performance na PS4 Pro, é difícil recomendar o jogo com a v1.2 quando ainda existem congelamentos.

Corremos Cyberpunk 2077 no PC com um sistema baseado no processador da Xbox One e os resultados foram fascinantes.

Comparativamente, ainda existem grandes problemas na Xbox One X. Existem algumas melhorias na performance, o mercado agora opera a meios 20s, ao invés de meios 10s, e a entrada em Night City também foi melhorada. O problema é que persistem muitos dos problemas, a One X continua a sofrer com soluços, grandes quebras que causam períodos a 0fps. É momentâneo, mas ainda é um problema mais frequente nas consolas Xbox One. Ao contrário das consolas PS4, não registei nenhum congelamento nos meus testes. No geral, a melhoria na One X é menos impressionante e ainda é possível ver quedas abaixo de 20fps ao percorrer rapidamente pelos cenários, algo no qual a PS4 Pro recebeu melhorias dramáticas. O teste do combate no beco corre tão mal quanto na v1.1. No geral, existem melhorias, mas não tem uma performance tão boa quanto na PS4 Pro, algo estranho de se ver.

Em termos da PS4 e Xbox One, corriam pobremente na v1.1 e a nova atualização melhora um pouco algumas cenas, vantagens de 2 a 3fps fazem pouca diferença quando continuas tão longe dos 30fps. Curiosamente, a PS4 não mostra o nível de melhoria exibido pela Pro, ainda é uma experiência 20-30fps nos tiroteios, ou pior, com soluços e quedas. É desafiante apontar a arma nesta versão do jogo durante tiroteios. Também registei uma saída abrupta para o menu da PS4, tal como na Pro. A PS4 continua uma má experiência no geral, os congelamentos permanecem e a performance geral está muito longe do alvo.

Eis o Digital Foundry a testar Cyberpunk 2077 v1.1 em Janeiro.

A Xbox One continua extremamente difícil de recomendar. As otimizações ao streaming foram incluídas, de acordo com comparações diretas entre a v1.1 e a v1.2, mas os ganhos na performance são mínimos e muito pequenos para registar na maioria das cenas, os rácios de fotogramas exibem apenas uma margem de erro de diferença. Quando precisas de uma performance boa e consistente, a Xbox One continua a desiludir e permanece a pior versão de Cyberpunk 2077.

Temos boas e más notícias. A PS4 Pro não está má. Aceitando que o jogo foi claramente desenhado para as novas consolas e terá problemas nas consolas de anterior geração, jogar Cyberpunk 2077 a 30fps da maioria do tempo sugere que colocar o jogo em forma na anterior geração não é propriamente impossível. Ficarei fascinado para ver como melhora a situação na PS5, que corre o mesmo código. Dito isto, o facto da PS4 e Pro congelarem e saírem para o menu em duras horas de jogo relembra que ainda há muito por fazer.

Esse sentimento aplica-se ainda mais à PS4, Xbox One e One X. Quatro meses depois do lançamento, parece que foram dados apenas passos de bebé para melhorar a performance do jogo nestas 3 consolas. De acordo com as informações da atualização, parece que corrigir bugs foi a prioridade e foi uma boa decisão, mas espero que continuem com a otimização. Vemos progresso com a v1.2, mas é estranho que nos meus testes apenas a PS4 Pro mostra todas as melhorias. Espero que a próxima atualização aplique isto a todas as consolas.

Salta para os comentários (33)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (33)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários