PlayStation 5 - Teste à retrocompatibilidade, é fantástica

Principais jogos da PS4 e Pro correm melhor do que nunca.

É um dos principais componentes da experiência PlayStation 5 e até hoje, sabíamos pouco dela. O quão boa é a retrocompatibilidade na nova consola? Temos a mesma experiência em jogos de anterior geração, incluindo as limitações na performance? Será que as notícias são mais positivas, será que a PS5 espelha a espantosa capacidade da Xbox Series X para melhorar dramaticamente jogos existentes? Hoje, o mistério é resolvido e a boa notícia é que a retrocompatibilidade na PS5 é excelente,

Apesar da sensação que é um pouco brusca em alguns casos e não desfruta de todos os extras que a Microsoft apresenta na Series X, a PS5 acerta no que importa. Se um jogo corre com um rácio de fotogramas desbloqueado ou tem opção para remover o bloqueio a 30fps, tensa mesma experiência transformadora que tens na Xbox Series X? Na verdade, por motivos dos quais falaremos mais tarde, o multiplicador de performance é na verdade superior ao comparar a PS5 com a PS4 Pro do que acontece entre a Xbox Series X vs One X. Além disso, existe um grande aumento na performance CPU, significando que os modos 'elevado rácio de fotogramas' que nao satisfazem na PS4 Pro agora correm a 60fps fixos.

Tudo isto sem as atualizações PlayStation 5 que a Sony está a apresentar para os seus jogos. Olharemos para isso no futuro, mas os destaques são simples, o impressionante Ghost of Tsushima da Sucker Punch corre agora a 60fps quase perfeitos na PS5 e é simplesmente brilhante. Days Gone corre a lindos 60fps. Cercamente é uma questão de tempo até The Last of Us Parte 2 receber uma atualização?

Testamos a retrocompatibilidade na PlayStation 5.

Voltando a jogos não atualizados, a PS5 domina jogos focados na CPU tão bem quanto a Series X em quase todos os casos. Pega no modo de elevado rácio de fotogramas em Rise of the Tomb Raider ou até Shadow na PS4 Pro. Em áreas mais exigentes, a CPU Jaguar não aguenta, resultando numa performance inconsistente. O mesmo acontece com o modo Lite de Final Fantasy 15 e até no nível de Paris em Hitman. Em todas estas situações limitadas pela CPU, a PS5 consegue 60fps fixos. E claro, também voltamos a Just Cause 3. É lendário pela carga na CPU, com grandes explosões e físicas que afundam o rácio de fotogramas abaixo de 20fps. Sem surpresas, a PS5 corre a 30fps fixos e adorei o jogo. Dark Souls 3? Está agora a 1080p60 fixa.

Também testámos Crysis Remastered, que tem um modo de performance a 1080p na PS4 Pro, que corta a resolução e depois desbloqueia o rácio de fotogramas. A Pro tem grandes problemas aqui e na segunda missão, a performance desce abaixo de 30fps. Colocando de lado os soluços nos checkpoints, a PS5 corre o jogo a consistentes 60fps. Apenas esperamos que a Crytek atualize o jogo para desbloquear o rácio de fotogramas em todos os modos, incluindo os de qualidade e ray tracing. Acreditamos que a PS5 e a Xbox Series X correm estes modos com o rácio de fotogramas completo.

Em termos da GPU, as matemáticas são promissoras. A PS4 Pro tem uma GPU de 4.2TF, enquanto os 10.3TF da PS5 significam um multiplicador de 2.45x na performance computacional. É superior ao aumento encontrado na Series X e os jogos da Pro geralmente corriam com resoluções inferiores às versões Xbox One X. Resumindo, menos pixeis para renderizar e um maior multiplicador na performance gráfica significa que o aumento na performance comparado com a Series X é melhor. Pensa em Sekiro: Shadows Die Twice. Corria desbloqueado na Pro e com checkerboard para chegar a 1800p, comparado com a One X entrega o mesmo número de pixeis com uma renderização nativa. A conclusão é que a PS5 chega aos 60fps, enquanto a Series X varia entre os 50fps a 60fps. Neste caso, Sekiro tem uma excelente solução checkerboard que combina bem com a renderização nativa da Xbox, mas a melhoria na performance é perceptível.

A retrocompatibilidade também é um forte foco na Xbox Series X e as melhorias podem ser profundas.

Existem mais jogos que testámos no vídeo nesta página (jogar Knack a 60fps em modo de alta resolução quando na Pro podia ir para meios 20s é muito divertido) mas a impressão geral é que a retrocompatibilidade na PS5 cumpre. No entanto, falta-lhe refinamento e os testes metódicos da Microsoft. Não existe alternativa para a inovadora Auto HDR da Xbox e nem sequer é forçado o filtro 16x anisotrópico em jogos compatíveis, como é feito nas consolas Series. Ocasionalmente surgem mensagens de aviso, quando inicias alguns jogos como Sleeping Dogs Definitive Edition ou Doom Eternal (ambos correram sem problemas).

Mas fica a sensação que alguns jogos não desfrutam de todo o poder do novo processador da PS5. A lendária versão em disco de Assassin's Creed Unity, com o rácio de fotogramas desbloqueado, consegue 60fps perfeitos na Xbox Series X. O disco original da PS4 também corre sem bloqueio, mas em certas áreas do jogo e nas cutscenes repletas de campo de profundidade, a performance afunda-se, por vezes para meios 30s. Será que é usado um modo compatibilidade que limita os relógios GPU para as especificações da PS4 base? Sabemos que isto é uma opção disponíveis para os criadores consoante certificam os seus jogos PS4 para a PS5 e talvez explique o que se passa com AC Unity. Os utilizadores da versão atualizada com o bloqueio a 30fps não sentiram estes problemas.

Vale a pena falar nas limitações da retrocompatibilidade, o mesmo que acontece na Series X. Os jogos que alcançam a performance alvo na PS4 (seja 30fps ou 60fps) não terão melhorias na PS5. Todos os jogos que correm a 30fps não terão melhor performance a não ser que o criador decida apresentar uma atualização, algo improvável para jogos mais antigos. Por isso, resumindo, não podes correr Bloodborne a 60fps ou resolver os problemas de frame-pacing.

Foi muito divertido escolher os jogos da biblioteca PlayStation e ver como estão na PS5, especialmente quando os resultados foram tão universalmente positivos. A versão original em disco de The Evil Within tinha uma performance horrível, a PS5 corrige isso. Lembras-te de Until Dawn na PS4? Sim, agora corre a 60fps na PS5. Queres Assetto Corsa Competizione a 60fps? A resolução é inferior à da Xbox One X e Xbox Series X, mas o rácio de fotogramas fica fixo, mesmo com 20 carros à chuva.

Por isso, após algumas mensagens confusas da Sony, seguido por um longo silêncio, o panorama é bom. A PS5 entrega uma retrocompatibilidade com jogos de anterior geração equivalente à da Microsoft. A solução da Sony não tem tanta finesse e as resoluções elevadíssimas da Series X a correr versões One X, mas tem as suas vantagens. Antes da chegada da One X em 2017, muitos jogos Xbox maximizavam a 900p vs 1080p nos equivalentes PS4. A Series X não pode quebrar esse limite de 900p, mas 1080p é o que terás na PS5. Os jogos PS4 Pro podem muito bem contentar-se com resoluções inferiores às dos equivalentes na One X, mas em cenários com rácio de fotogramas desbloqueado, a melhoria na performance será superior.

A sério, a mensagem principal aqui neste artigo é que os utilizadores da PS4 que querem transitar para a PS5 podem relaxar. Os teus jogos vão funcionar.

Salta para os comentários (76)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry  |  digitalfoundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (76)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários