Crash Bandicoot 4 corre melhor na PS4 Pro e Xbox One X

O alvo é 1080p na PS4 Pro e Xbox One X, enquanto as consolas normais sofrem.

A Activision impressionou-nos com o brilhante Tony Hawk's Pro Skater 1+2 e com o novo Crash Bandicoot 4: It's About Time, parece que se está a formar um padrão. A companhia parece empenhada em aproveitar as suas propriedades, para entregar remakes e passar para novas sequelas. Baseado neste jogo, a estratégia poderá recompensar pois Crash 4 é um jogo sólido e uma entrada autêntica na série, com numerosas melhorias e atualizações que recompensam, respeitando o original. O novo jogo também usa o Unreal Engine 4, apresentado numerosas melhorias na tecnologia sobre os recentes remakes, como rácio de fotogramas superior, se jogares nas consolas certas.

Crash 4 captura na perfeição o aspeto e sensação de um filme de animação, com personagens expressivos que se esticam num estilo cartoon, tanto nas cutscenes como no gameplay, enquanto o belo motion blur por pixel acentua cada movimento. O motion blur do UE4 é uma das minhas coisas favoritas aqui, as definições para a velocidade estão perfeitas. Dito isto, podes desativá-lo nas opções se não gostares do efeito. A questão é que a qualidade do trabalho de animações está no ponto aqui, os visuai são de primeira classe e no geral, está excelente em termos da apresentação.

O detalhe nos cenários aumentou pelo todo com modelos lindos que dão ao jogo o aspeto exagerado que seria de esperar e ainda apresentam imenso detalhe, mesmo muito. Continua uma experiência on-rails, mas não tem qalquer problema e permite aos programadores construir mundos espantosos que podes explorar. Aprecio especialmente a qualidade dos materiais e a iluminação. Sim, é um estilo cartoon, mas tudo tem uma sensação tangível que esperarias de um filme CGI pré-renderizado. Ver tudo em tempo real num formato totalmente interativo é surreal.

Outros belos detalhes incluem as inúmeras funcionalidades do UE4 como reflexos screen-space, nada de novo nesta técnica, mas a natureza conduzida num carril do sistema de câmara significa que raramente vês as limintaçóes, significando que é visualmente forte. As superfícies líquidas também reagem ao movimento. Mais importante, praticamente todos os efeitos visuais estão intactos em todo o jogo e é aqui que chegamos ao nosso primeiro ponto de comparação. Em termos de resolução, a qualidade da imagem é interessante, parece ter 1080p como alvo em todas as consolas, com a exceção da Xbox One que parece operar a 900p

Tudo o que precisas saber sobre Crash Bandicoot 4 em todas as consolas.

A Xbox One X pelo menos tem uma interface 4K nítida, mas a renderização 3D está numa resolução inferior, sim, até a máquina de 6 teraflops da Microsoft usa ocasionalmente conversão dinâmica de resolução para manter o rácio de fotogramas. Sim, é um jogo que na Xbox One X desce abaixo de 1080p (raramente) para manter a performance. Felizmente, isto não se torna num grande problema. O tratamento de imagem do Unreal é usado aqui e fica com um aspeto limpo em todas as plataformas. Notas que não é tão nítida, mas é um aspeto estio CG atrativo e que não assenta num grande número de pixeis.

Ao comparar as diferentes versões, surgiram coisas interessantes. A versão PS4 é idêntica à da Pro e o mesmo se pode dizer da Xbox One S vs X, exceto pela resolução. No entanto, ao comparar a PS4 com a Xbox One, começas a notar em pequenas diferenças, as sombras e sombras ambientais diferem entre as duas. As sombras são menos refinadas na Xbox One e a sombras de contato nem existem. Mais ainda, existem diferenças pequenas na qualidade de texturas, as consolas PlayStation estão melhores nisto. O que isto significa é que estas funcionalidades têm melhor aspeto na PS4 do que até na Xbox One X. Seria bom ver a versão Xbox One X desfrutar do conjunto completo de funcionalidades visuais, existe poder para isso e não devia sofrer com uma dívida da Xbox One S.

Com a exceção de curiosidades técnicas, não há muito a diferenciar as versões de consola, até chegarmos à performance. Crash 4 corre com um rácio de fotogramas desbloqueado e com o alvo nos 60fps, mas conseguir isto com visuais desta qualidade cria problemas quanto mais fraca for a consola. Sem surpresas, a Xbox One X é a que se porta melhora, correndo a 60fps na maioria do tempo e a resposta é boa. Os problemas que restam, certamente serão resolvidos ao jogar numa Xbox Series X, apesar de esperarmos uma atualização para melhorar, pelo menos, a resolução.

De qualquer das formas, Crash 4 está melhor na Xbox One X. A PS4 Pro fica em segundo lugar. Quase tão sólida quanto a Xbox One X, mas reparei em mais quedas na performance em certas cenas. Não incomodou muito, manifesta-se na sua maioria como quedas na região dos 50fps nas cutscenes, na sua maioria, o que não interfere com o gameplay. Tanto a Pro como a Xbox One X oferecem uma experiência excelente com o nível de performance que queres. A PS4 Pro não é tão refinada quanto a Xbox One X, mas jogaria o jogo em qualquer uma delas sem qualquer problema, ambas são sólidas no geral.

O foco de Crash 4 são os 60fps, pelo menos nas consolas mais poderosas, comparado com os 30fps da N.Sane Trilogy...

O problema está nas consolas base pois nenhuma consegue aguentar o jogo a 60fps. Na PS4 corre com o rácio desbloqueado e isto significa uma performance que varia imenso entre 30 e 60fps. Prejudica a experiência e apresenta-se com persistente trepidação e toda a experiência é muito inconsistente. Uma opção para bloquear a 30fps seria boa. Isto resolveria o problema e significaria a mesma performance da N.Sane Trilogy.

A versão Xbox One S é simplesmente bizarra. Parece alternar entre dois perfis de performance diferentes. Em algumas secções o rácio de fotogramas desce para 30fps com um ritmo perfeito, corre bem e fiquei contente por o ver pois é óbvio que a Xbox One original jamais o conseguiria correr a 60fps. Infelizmente, esta consistência não dura muito. Noutros momentos, o bloqueio parece desaparecer e tens uma performance instável muito pobre e que parece pior que a da PS4 normal. Não há razão para correr sem o bloqueio a 30fps e é surpreendente ver o salto entre os dois perfis.

Temos um jogo com aspeto muito similar em todas as consolas, mas cuja performance é muito diferente e apenas posso recomendar as versões PS4 Pro e Xbox One X. Talvez não surpreenda quando 1080p é a resolução máxima, se o número de pixeis é o mesmo, a única forma de executar o jogo com sucesso nas consolas base e melhoradas é com uma óbvia diferença entre 30 e 60fps. As consolas base precisam mesmo de 30fps consistentes.

Se já jogaste um jogo de Crash, já sabes se gostas de Crash Bandicoot 4 pois não há nenhuma reinvenção aqui, mas tens um jogo de plataformas 3D lindo e sólido. É bom ver que estes jogos estão a tornar-se populares o suficiente para serem melhorados e apresentados a audiências modernas, apresentando um nível excecional de polimento em diversas áreas. Gosto do jogo, mas a qualidade da experiência depende da consola onde o jogas, na PS4 Profissional ou na Xbox One X, joga à vontade, na Xbox One ou PS4 Amadora? Não o recomendo.

Salta para os comentários (19)

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (19)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários