Astro's Playroom na PS5: uma introdução brilhante ao DualSense

Sente a diferença.

Astro's Playroom está pré-instalado em todas as consolas PlayStation 5 e basicamente serve como uma introdução para o novo comando, o DualSense, demonstrando de forma brilhante os seus gatilhos com resistência e o seu espantoso feedback háptico. O jogo é uma carta de amor à geração PlayStation e também é uma forte afirmação da visão da Sony para o futuro dos jogos. Não sabíamos o que esperar do novo comando, mas é realmente algo genuinamente entusiasmante. Em alguns aspetos, Astro's Playroom é o Wii Sports da PlayStation 5, o sistema de controlo sente-se especial e novo e o jogo faz um grande trabalho para promover as vantagens para os donos de uma PS5.

O jogo em si também merece elogios. Pode ser gratuito, mas não é um mero tutorial ou demo, é um jogo real e muito divertido. Além do espantoso feedback do comando, o principal aspeto que se destaca é a criatividade aqui presente. O uso inovador do comando faz com que Playroom introduza muitas boas mecânicas e conceitos que instantaneamente te ajudam a compreender o que o DualSense apresenta. A equipa é muito boa nisto, Astro Bot ajudou a introduzir os jogadores ao PSVR e eventualmente recebeu o seu próprio jogo, um dos melhores jogos para a realidade virtual. Talvez não surpreenda que o estúdio canalize imenso desse trabalho neste novo jogo.

O que provavelmente é mais irónico em Astro's Playroom enquanto amostra da próxima geração é que visualmente não é um jogo que quebra barreiras, mas isso não importa. É um jogo bonito de ver, corre a 4K nítida e a 60 fotogramas por segundo, com suporte para HDR. Além disso, está repleto de pequenos detalhes, a água reage consoante te moves por ela, os objetos por físicas estão espalhados pelo caminho, caindo consoante embarras neles e todos os pequenos inimigos e objetos estão muito bem feitos.

Também descobrirás periféricos do passado da PlayStation modelados com grande beleza, como uma câmara EyeToy, por exemplo, com plástico realista e até mesmo os logos na base. Até existe uma PS3 com uma tampa de cartões que funciona. A sério, combina com uma das coisas que mais gosto no jogo, todas as menções a hardware PlayStation clássico. A dada altura, emerges ao som do arranque da PS3, viraste e o XMB preenche o céu à tua volta, é um momento lindo. Na verdade, todo o jogo está repleto de fan-service, uma celebração de todas as eras PlayStation.

Primeiro olhar a Astro's Playroom na PlayStation 5. O primeiro jogo PS5 que jogamos e capturamos!

Mas o foco é o DualSense. Este novo comando é maior, mais pesado e tem uma sensação mais premium que o anterior, mas o fator próxima geração está no feedback. Começa com os gatilhos adaptáveis com os quais, basicamente, o comando aplica diferentes níveis de resistência aos gatilhos, o que muda a sensação e tensão necessária para os pressionar. Durante Astro's Playroom, saltas para um fato mola e os controlos adaptam-se de acordo com isso. Pressionas o gatilho para carregar e largas para saltar. A forma como estes gatilhos podem variar a resistência de forma tão dramática de acordo com a ação executada é que me surpreendeu. Tem uma sensação de força que esperarias de um volante com force feedback, aplicada apenas aos gatilhos. Esta simples tensão pode ter um enorme impacto na sensação de mecânicas individuais, neste caso, podes sentir a potencial energia da mola.

Isto também surge combinado com o regresso de uma funcionalidade giroscópica, usada para controlar certas mecânicas, tal como na PS3 e PS4. No entanto, não se sente como o mesmo e isso é devido a outra mudança, o novo sistema de vibração háptica. Viste algo como isto no HD Rumble da Switch, mas sinceramente, isto parece uma nova geração. O nível de precisão e possíveis variações é simplesmente surreal. Movimentar o comando dá-te mesmo a sensação de um objeto físico a rebolar dentro do comando.

Existem imensas subtis vibrações e sensações que é quase difícil descrever, podes mesmo sentir a diferença nos passos de Astro dependendo da superfície onde caminho. Podes sentir a diferença quando saltas para a água e nadas comparado com caminhar em terra. Quando Astro fica preso na lama húmida, podes sentir a resistência consoante se esforça para continuar. Quando chove, podes sentir as gotas a cair. Tudo isto apoiado pela coluna interna do comando, o som e sensação colaboram com um efeito espantoso.

E é por isto que Asto Bot combina tão bem com a PS5. Corre lindamente e está envolvido no mesmo nível de criatividade que esperarias da Asobi Team, mas também demonstra cada funcionalidade do comando de uma forma divertida e que faz imediatamente sentido. É a melhor introdução para um novo sistema desde Wii Sports, tem aquela mesma qualidade onde é divertido e imediatamente acessível, enquanto demonstra o que o sistema consegue fazer. Estamos limitados no que podemos dizer, mas após jogar Astro's Playroom, espero mesmo que mais jogadores voltem a experimentar Astro Bot Rescue Mission para PlayStation VR. É sem dúvida um dos melhores jogos de plataformas 3D que já joguei.

Salta para os comentários (24)

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry  |  dark1x

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (24)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários