Final Fantasy 15 no Stadia: port sem ambição

Esperávamos mais do que 1080p a 30fps.

Final Fantasy 15 está disponível via streaming e é altamente idêntico às versões de consola, um belo truque, especialmente ao transitar de uma TV 4K para um portátil ou para um telemóvel. No entanto, a sensação é que faltou ambição a este port Stadia em termos da tecnologia. No papel, as especificações Stadia ultrapassam as da Xbox One X, mas Final Fantasy 15 corre no Stadia a 1080p e a 30 fotogramas por segundo, com uma experiência geral mais perto da que tens na PS4.

Existem coisas positivas permitidas pela nuvem, especialmente em termos de conveniência. É bom ser capaz de comprar o jogo e jogá-lo de imediato; uma API Vulkan optimizada para streaming em qualquer telemóvel Android, Chromecast ou browser Chrome. Não tens de esperar como nas actuais consolas, por uma transferência gigantesca e os loadings são mais curtos.

Além disso, nada ficou de fora. O Stadia oferece a Royal Edition, com todas as actualizações e DLCs. Isto inclui a expansão multijogador Comrades, mas apenas poderás jogar com utilizadores do Stadia. Também existem 4 mini-jogos exclusivos do Stadia, revelados recentemente. Não foi confirmado se são exclusivos, mas por enquanto, são um extra sobre as consolas.

A melhor foram de o jogar no Stadia é com uma Chromecast, especialmente a versão Ultra que permite 4K. Infelizmente, jogar no browser no PC coloca o jogo num bitrate inferior, a 1080p. Para este artigo, tivemos acesso a 4K através de uma conexão de 300mbps classificada como "excelente" pelo serviço. Mas tivemos alguns problemas e por vezes a mesma conexão passava para 'pobre' e o jogo não corria a 4K.

Eis Final Fantasy 15 no Stadia.

Mas a verdade é que mesmo a 4K, o número de pixeis é de 1920x1080 nativa. Como verás no vídeo e imagens nesta página, não se consegue comparar com o modo 4K da Xbox One X, que na verdade corre com resolução dinâmica e um máximo de 3360x1890. Existe uma grande queda na qualidade de imagem, mesmo sem ter em conta a inerente compressão do Stadia. A imagem via streaming não é 4K ou perto disso, apesar de dizerem que sim. O único benefício de activar 4K no menu é exigir mais largura de banda para obter uma 1080p upscaled, o que torna a imagem mais limpa.

A PS4 Pro e a Xbox One X também entregam 3 modos diferentes - high, stable e lite, mas infelizmente, o Stadia esquece isto e apenas tens 1 modo. Pensa nisto como uma versão de maior resolução das consolas base. A única opção que tens é a luminosidade HDR. É bom ter suporte HDR, mas corre na mesma a 1080p e a 30 fotogramas por segundo. Não se compara com o que tens na Xbox One X e isto também se aplica às funcionalidades visuais.

A versão Stadia é similar às das consolas base, equivalente ao modo Lite na Pro e Xbox One X. No entanto, no caso da X, temos um modo high com melhores definições visuais, LODs superiores e melhor filtro de texturas. No Stadia, tens reflexos similares nos carros e uma qualidade de sombras, distância de visão e efeitos similar. A única diferença está na oclusão ambiental, mais escura e espessa no Stadia. O campo de profundidade e filtro de texturas são de qualidade inferior no Stadia. Isto poderá estar relacionado com a resolução, mas a nitidez das texturas no Stadia é afectada quando vista de ângulos baixos. Isto fica mais ao encontro do que tens na PS4 e Xbox One S.

StadiaXbox One X
Corre a 1920x1080 nativa no Stadia, mesmo em modo 4K e está abaixo do modo 4K da Xbox One X, que corre a 3360x1890 nos piores momentos.
StadiaXbox One X
As distâncias de visão são similares, mas podes reparar em elementos, como a relva, simplificados.
StadiaXbox One X
A qualidade do filtro de texturas está ao nível do que tens na Xbox One S e PS4.
StadiaXbox One X
De resto, as definições visuais são iguais, apenas tens de ter em conta que corre a 1080p no Stadia.

A 'magia' e conveniência do streaming é descompensada por uma falta de ambição. A maior desilusão é que o equipamento Stadia, no lado dos servidores, simplesmente não se esforça. Não chega perto do detalhe visto na Windows Edition. Mais vegetação, melhor tecelagem e LODs melhorados, não estão presentes aqui. Mesmo ao correr pelo browser tens o mesmo esquema de 1080p30. O único consolo é que está acima das consolas base. O jogo corre a 1080p dinâmica na PS4 e pode descer até 900p, no Stadia é fixa.

Surpreender ver que a GPU e CPU do Stadia não são utilizadas como poderiam ser, mas tens vantagens no acesso aos servidores. O Stadia bate a Xbox One X no que diz respeito a iniciar o jogo, cortando a espera em 50%. Começar um novo jogo demora 21 segundos no Stadia, comparado com os 49 segundos na Xbox One X. Não tens de esperar por instalações e as transições entre áreas demoram menos tempo a carregar, um ponto a favor do Stadia.

No entanto, o jogo corre apenas a 30fps e não a 60fps. Corre com v-sync como na PS4 e PS4 Pro e até tem ocasionais variações no ritmo de fotogramas, como nessas versões, mas permanece sólido. Não vi quedas regulares e o único benefício da falta de ambição nas definições visuais e resolução é que não exigem muito da performance. Já a qualidade do streaming pode ser um problema, sentirás soluços dependendo da tua ligação. Aceitando que é um problema da tua conexão, a performance é respeitável via streaming.

Final Fantasy 15 no Stadia está longe o que imaginamos. Em termos de flexibilidade, não tem paralelo. Deixa a casa e joga-o no telemóvel Android, presumindo que tens rede. Mas como experiência caseira, o Stadia podia ter ultrapassado a Xbox One X e aproximado da qualidade visual no PC. Não acontece isso. Corre a 1080p e a 30fps com definições visuais de consola e com HDR como opção. A vantagem dos loadings mais curtos e 30fps mais robustos são pontos positivos, mas muito disto depende da qualidade da tua conexão. Adiciona a latência extra nos combates e é difícil optar por esta versão sobre jogar o jogo numa consola caseira.

Publicidade

Salta para os comentários (40)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Rumor: Cyberpunk 2077 adiado devido às actuais consolas

Especialmente devido à qualidade na Xbox One.

Director de Final Fantasy 14 elogia Phil Spencer

Esforçou-se para ter o jogo na Xbox.

Novo Kingdom Hearts já em desenvolvimento

Existem 4 equipas a trabalhar na série.

A Plague Tale a caminho do Game Pass na Xbox

Indivisible também chegará ao serviço.

Também no site...

Comentários (40)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários