Uma surpresa - mas genuinamente boa! Como uma estreia da franquia no PC, comecei a jogar Yakuza 0 não sabendo realmente o que esperar, especialmente considerando a história duvidosa de muitos ports tardios de jogos para PC - mas a Sega atingiu o objectivo. Como era de esperar, o port não apresenta uma melhoria massiva em relação ao jogo existente na PlayStation 4, mas oferece uma escalabilidade tanto na resolução como na taxa de fotogramas juntamente com alguns extras pequenos mas bem-vindos. Se estás à procura de jogos a 120Hz em ecrãs 4K e ultrawide, Yakuza 0 é uma boa opção.

Logo para começar, o jogo enfatiza o facto de não estar para brincadeiras. 'Yakuzas reais usam um gamepad', podes ler no ecrã durante a introdução. Felizmente, isso não é um aviso - apenas uma piada por parte dos produtores. Os controlos com rato e teclado estão presentes e, quer seja como resposta no jogo ou durante a navegação pelos menus, faz um serviço decente - embora os sub-jogos de acção rítmica possam ser desafiantes sem um pad. Além disso, a única reclamação que podemos indicar prende-se com o facto do uso ocasional do rato fazer com que um cursor apareça na tela - um pouco irritante, mas não desastroso.

Em termos de opções gráficas, existe uma boa quantidade de personalização disponível - e mais do que eu esperava, para ser honesto. Além das opções de resolução - que consultam o Windows para os modos suportados - taxas de actualização arbitrárias até 240Hz são suportadas, embora uma grande quantidade de CPU seja necessária caso queiras realmente extrair o máximo de um ecrã de alta frequência. Correr este título a 60fps num PC decente não é problema, mas mesmo um Ryzen 7 topo de gama não consegue bloquear 120fps em todas as cenas.

Existe também um escalador de resolução interna que entra em acção em duas opções - podes reduzir a escala com uma percentagem de resolução de ecrã, ou podes fazer upscale usando SSAA (super-sampling). O primeiro é bastante estranho - seleccionando uma opção de 75 porcento, irás reduzir em 75% para aproximadamente 480p, enquanto que uma solução de escala mais convencional ofereceria 810p. De qualquer das formas, os elementos da HUD são exibidos de forma independente a uma resolução maior - embora nem todos sejam processados nativamente. Para aqueles com GPU com potência de sobra, o SSAA está disponível em 2x, 4x e 8x. Em 1080p, 4x SSAA é efectivamente uma resolução de renderização interna de 4K.

A nossa análise em vídeo completa de Yakuza 0 para PC onde nos debruçamos sobre a performance, opções e comparações entre plataformas.

Para além do SSAA, o FXAA também está incluído em vários níveis de qualidade, adicionando uma passagem extra de anti-aliasing que funciona bem em combinação com o super-sampling. Com uma pequena quebra no desempenho, a filtragem anisotrópica pode ser aumentada com segurança para ultra, enquanto as duas últimas configurações - sombras e qualidade geométrica - são as que têm de ser ajustadas para melhorias tangíveis (se bem que longe de serem espectaculares) no desempenho. A qualidade da sombra cai significativamente nas configurações médias e não existe uma grande diferença entre o desempenho ultra e o alto, tornando a opção de ponta a melhor. Curiosamente, a qualidade da sombra tem impacto zero durante a noite, independentemente da configuração escolhida.

A qualidade da geometria afecta o draw-in de objectos mais longe da câmara, mas isto tem pouco impacto no desempenho, independentemente da configuração escolhida, mas melhora definitivamente o pop-in quanto maior for o preset. Recomendaria que mantivesses a opção ultra, onde há um leve aumento de qualidade sobre a versão PS4 (configurações médias no PC são as mais próximas das que estão presentes na consola). A conclusão é que, embora o menu dos gráficos seja bastante extenso, as melhorias reais no desempenho no PC são mínimas - apenas as opções de resolução e super-sampling valem a pena. Tendo em conta que a versão PS4 é executada a 1080p60 durante o jogo, isto foi um pouco inesperado.

Além da resolução e melhorias da qualidade em menor escala, a versão para PC é bastante parecida com o original da PS4. A melhoria mais evidente de todas prende-se com o facto das cutscenes correrem desbloqueadas - estas foram indexadas a 30fps originalmente. Notei algumas diferenças nas sombras na versão para PC, mas nada que não notarias fora de uma comparação lado-a-lado - caso contrário, é muito parecido ao jogo original para consola, exceptuando algumas pequenas diferenças na oclusão do ambiente. No PC em ultra, a oclusão ambiental parece gerar mais sombras na geometria que se intercepta, dando uma maior profundidade de sombra nos seus contornos internos. Por outro lado, a PS4 possui um raio menor, deixando este espaço com um tom mais aborrecido. Realmente, a resolução, a taxa de fotogramas e o aumento nos LODs são as únicas melhorias chave que saltam da PS4 para o PC.

SSAA OffSSAA Off + FXAA UltraSSAA 2xSSAA 4xSSAA 4x + FXAA UltraSSAA 8x
As opções de anti-aliasing comparado.
Resolution Scaling OffResolution 75%Resolution 50%Resolution 25%
A habilidade de fazer sub-sample abaixo da resolução escolhida também é suportada, com opções para modos 75, 50 e 25%.
Geometry Quality UltraGeometry Quality HighGeometry Quality MediumGeometry Quality Low
A opção da qualidade da geometria possui poucas diferenças entre o baixo e o ultra, mas pode fazer algumas diferenças.
Shadow Quality UltraShadow Quality HighShadow Quality MediumShadow Quality Low
Ajudas o desempenho reduzindo as sombras para médias ou baixas, mas a quebra na qualidade é alta.
PC UltraPS4
As diferenças são pequenas entre a PS4 e PC ultra: aqui, podes ver uma pequena diferença na cor do ambiente e na pele da personagem.
PC UltraPS4PC Medium
A draw distance da PS4 e qualidade dos modelos é parecida com a configuração média do PC - algo que podes ver nos sacos de lixo.
Depth of Field On (Default)Depth of Field Off (Modded)
Onde as opções de Yakuza deixam a desejar, mods estão disponíveis para oferecerem mais opções. Nesta imagem, podes ver a opção para ligar e desligar a profundidade de campo.
Ambient Occlusion On (Default)Ambient Occlusion Off (Modded)
Mods podem também desactivar a oclusão ambiental para um maior aumento da performance - de qualquer das formas, o jogo já corre de forma rápida.
First-Person Filter On (Default)First-Person Filter Off (Modded)
Mods também consertam uma anomalia bizarra em Yakuza 0 - um filtro desfocado de resolução baixa no modo primeira pessoa.

Dito isso, o resultado final é que este é um port rápido. Correndo num PC convencional com uma GTX 1060 ou RX 580, rodando a 1080p com 4x SSAA, oferece um nível de desempenho que o mantém acima de 60fps durante a maior parte do jogo - embora devas contar com quebras ocasionais. Curiosamente, exceptuando uma anomalia numa cutscene inicial, a placa da Nvidia tem uma clara vantagem de desempenho de nove a 15 por cento, dependendo da cena.

E há mais anomalias que deves ter em atenção - especialmente um filtro de baixa resolução, feio e desfocado, que entra em ação quando Yakuza 0 é renderizado na câmara opcional em primeira pessoa. A boa notícia é que, como qualquer grande jogo para PC com uma incrível comunidade por trás, os mods podem resolver o problema. E graças a Kaldaien, cujos mods 'Special K' no PC têm ajudado a solucionar problemas em títulos como Batman Arkham Knight ou Nier Automata, temos a capacidade de desactivar este filtro, restaurando uma aparência mais limpa. Outras opções incluem a desactivação da profundidade de campo e a oclusão do ambiente - e com a última opção, conseguimos obter uma melhoria de 27% no desempenho ao testar numa GTX 1070. Dito isso, a melhoria na aparência do jogo é substancial e Yakuza 0 funciona bem de qualquer das formas - mas é uma opção útil para aqueles com hardware menos capaz e deveria estar no menu de configurações padrão.

De forma geral, estou completamente satisfeito com o port de PC de Yakuza 0 da forma como o mesmo se encontra neste momento. Tens a capacidade de reproduzir o jogo em proporções não padrão com taxas de fotogramas superiores a 60 e o port é capaz de oferecer uma qualidade de imagem muito alta, caso o hardware do PC esteja à altura da tarefa. E apesar de não se afastar muito do lançamento original na PS4 em termos de características visuais essenciais, este nível básico de desempenho garantido pela versão PS4 significa que obtivemos uma versão para PC que funciona muito bem. O jogo em si é realmente cativante e é fantástico que a Sega tenha trazido esta franquia para o PC, onde um novo público pode apreciá-lo. Se a estreia para a série no PC for assim tão forte, estou ansioso para ver como os futuros títulos se comportam.

Comentários (1)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Yakuza poderá chegar à Xbox One, mas não à Switch

SEGA não acredita que os jogadores Switch queiram jogos desta série.

Devil May Cry 5 recebe imagens Gamescom

Dante e Nero espalham estilo.

Razer revela comando sem fios Raiju para a PS4

Auscultadores Tresher também terão versão sem fio.

Revelados novos bundles Xbox One X e Xbox One S

Shadow of the Tomb Raider, Fallout 4 e Battlefield 5.