Final Fantasy 13 é uma brilhante adição à lista de jogos Xbox 360 retro-compatíveis com a Xbox One. Para quem joga na Xbox One X, a transformação é fascinante: aquela que era a pior versão do jogo é agora, de longe, a melhor. A Microsoft foi mais além para apresentar uma experiência superior, ao ponto de ofuscar a linha entre retro-compatibilidade e remaster personalizado.

Vamos começar pelo básico. Existe uma linha base para as melhorias Xbox One X nos retro-compatíveis - nomeadamente, um aumento de 3x na resolução nos dois eixos, permitindo um aumento geral de 9x no número de pixeis. Final Fantasy 13 corria originalmente a 1024x576 na Xbox 360 com 2x MSAA, mas a vGPU da Microsoft oferece uma resolução 3072x1728 nativa na Xbox One X, mantendo a mesma técnica AA. Para as sequelas Final Fantasy 13-2 e Lightning Returns, a 720p original sobe para 4K nativa, com 2x MSAA.

Não é o número de pixeis a única coisa importante, mas também a qualidade da arte original da Square Enix. Existem vários jogos X Enhanced onde o aumento na resolução, apesar de bem-vindo, também realça as falhas nas texturas originais. No entanto, as escolhas de design e estilo da arte, combinado com o uso de um LOD negativo para apresentar mipmaps de maior qualidade à tua frente, asseguram que temos uma linda e viável apresentação para ecrãs 4K. Além disso, os bitmaps 2D - vistos no HUD - recebem um aumento na resolução através de uma técnica similar que apresentam versões mais nítidas de assets com menor qualidade. Seriam preferíveis versões de maior resolução, mas esta é a uma das melhores formas de lidar com estes assets.

Além disso, existe um aumento na performance. Apesar do aumento de 9x na resolução e a respectiva carga na GPU da X, Final Fantasy 13 ainda apresenta grandes melhorias no rácio de fotogramas que corrigem quase todos os problemas do original, indo além das versões Xbox 360 e PS3. Ainda existem quedas abaixo dos 30fps nas sequelas, mas a X permanece constante na entrega de elevados rácios de fotogramas e opera a 4K nativa.

Existem mais melhorias e a Microsoft vai mais além. Um dos grandes compromissos de Final Fantasy 13 na Xbox 360 era a falta de armazenamento, comparada com a versão PS3, onde o Blu-ray permitiu à Square Enix meter 33GB de vídeos no disco. A análise à estrutura de ficheiros sugere que estes eram ficheiros h.264 numa pasta específica da Sony. A Xbox 360 usou codificações Bink a 576p com uma qualidade lamentável. Não tinham bom aspecto na Xbox 360 e ficariam piores num ecrã 4K. A solução da Microsoft? Fornecer versões 720p completamente novas dos vídeos.

Final Fantasy 13 a correr na Xbox One X via retro-compatibilidade.

É uma diferença do dia para a noite, mas a versão PS3 continua a manter a vantagem aqui - a qualidade de imagem do jogo original em Blu-ray ainda está um pouco melhor. Ainda assim, isto é muito importante e por vários motivos. Primeiro, mostra que a Microsoft está disposta a ir mais além para entregar a melhor experiência. Segundo, não são apenas os jogadores na Xbox One X que beneficiam - estas versões superiores estão presentes na Xbox One também, sendo uma grande melhoria para todos. Terceiro, é o primeiro jogo onde a Microsoft injecta assets de qualidade superior num jogo Xbox 360 existente. Se os engenheiros da Microsoft podem fazer isto, até onde estão dispostos a ir? Será possível obter texturas PC de maior resolução em futuros retro-compatíveis Xbox One X? Isto é muito entusiasmante.

Esta melhoria parece ter sido feita apenas para Final Fantasy 13 - os outros dois jogos usam cutscenes com o motor de jogo na maioria das cenas, mas isto resultava em alguns slowdowns, algo que a Xbox One X melhora imenso.

O preço é a cereja no topo do bolo. Na loja digital da Microsoft, Final Fantasy 13 está disponível por 7.99€, Final Fantasy 13-2 custa 11.99€ e Lightning Returns 14.99€. Por esse preço, Final Fantasy 13 representa um valor excepcional para um jogo que - pelo menos na Xbox One X - entrega uma experiência que ultrapassa a qualidade de muitos remasters e ports com apenas resolução superior. No geral, a Microsoft merece respeito por este incrível serviço aos fãs e por mais um espantoso lançamento na Xbox One X.

Publicidade

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Mais artigos pelo John Linneman

Comentários (35)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Final Fantasy XIII

Fantasia final cinematográfica.

Lightning Returns: FF13 - Análise

A mágica aventura de Motomu Toriyama.

Jump Force recebe trailer de história

Mostra Asta, Hancock, Trunks e Renji.