Asphalt 9 Legends é um jogo espantoso, apresentando corridas arcada com qualidade de consola em formato mobile, usando várias técnicas de renderização presentes nos mais avançados motores da actualidade. É gratuito e experimenta. Nós fizemos isso e ficamos mesmo impressionados com a sua qualidade. Ansiosos por saber mais sobre este jogo mobile avançado, falamos com a Gameloft e surgiu uma história interessante.

Olhando para trás, houve uma altura em que a tecnologia gráfica mobile revelava incríveis saltos na performance, John Carmack revelou o seu entusiasmo pela tecnologia gráfica mobile e escreveu jogos iOS, a Epic lançou Infinity Blade e até a DICE converteu o motor Frostbite para mobile. Chegar e ultrapassar a qualidade da Xbox 360 parecia garantido, mas depois chegou um momento onde quebrar as barreiras da tecnologia mobile deixou de ser prioridade e o foco tornou-se abranger a maioria dos dispositivos com títulos mais simples. Entretanto, a falta de inovação nas APIs mobile e opressivas sobrecargas do SO travou os esforços.

Asphalt 9 apresenta uma performance fluída, visuais lindos e funcionalidades visuais que rivalizam as de um jogo moderno de consola. Recorre a muitos efeitos pós-processamento, incluindo um motion blur muito impressionante. As pistas prolongam-se à distância com pop-in mínimo e a iluminação e a forma como interage com os materiais é do melhor que há no mobile. Os carros são ricos em detalhe, alguns modelos apresentam mais de 90,000 polígonos. É compatível com HDR, apresenta partículas de alta performance, e efeitos pós-processamento adicionais como raios solares, reflexos screen-space e tonalidade de cor.

O Jet Engine da Gameloft Barcelona é usado aqui, o foco para Asphalt 9 é equilibrar todas estas funcionalidades de topo com as limitações do equipamento mobile e conseguir uma performance suave - algo que foi um problema no anterior jogo, mesmo no mais poderoso equipamento mobile. Comparado com Asphalt 8, este novo jogo é uma grande melhoria.

Asphalt 9 em várias plataformas.

Segundo a Gameloft, duas das principais preocupações ao desenhar um jogo mobile de alta performance foram o custo de pixel e o número de draw calls. Estas GPUs mobile conseguem renderizar muita geometria, mas quando aumentas a complexidade dos shaders e introduzes efeitos pós-processamento mais avançados, como motion blur por pixel, podes encontrar problemas na performance e limitações térmicas. Isto pode drenar rapidamente a bateria, importante nos jogos mobile, ou permitir que a temperatura aqueça ao ponto de baixar as velocidades dos relógios.

Isto também ajuda a explicar a importância dos bloqueios nos rácios de fotogramas. Num iPhone X, Asphalt 9 pode chegar facilmente ao 60fps, mas isso drena imensa bateria e pode aquecer o dispositivo. Ao contrário de um jogo de consola, não podes drenar toda a bateria - é uma questão de gestão. Queres a melhor performance possível, mas sem puxar demasiado pelo equipamento. Além disso, ao criar muitos dos efeitos especiais bonitos, deves ter em conta dispositivos mais antigos - se fosse exclusivo para iPhones mais poderosos seria possível usar shaders computacionais mais avançados, mas é importante manter um número razoável de percursos de renderização para alcançar a maior audiência possível.

Jogamos em todos os formatos, usando um iPhone X, Samsung Galaxy S9+ e um PC Windows (sim, existe uma versão PC, convertida por um estúdio externo). A API Metal 2 da Apple é a pré-definição para iOS, rápida e eficiente, permitindo reduzir o número de draw calls e baixar as temperaturas. Open GL ES 3.0 é a API para Android e comparar as duas versões nos seus dispositivos mais poderosos revela que o iPhone X tem a vantagem - rácios de fotogramas superiores e menos problemas no ritmo de fotogramas.

A Gameloft tira partido da realidade das plataformas iOS relativa fixas ao bloquear as definições por dispositivo, enquanto em Android tens três opções: padrão, performance e alta qualidade. Esta última aumenta a resolução enquanto em performance tens uma menor resolução e menos efeitos. Jogar em padrão num S9+ representa uma igualdade visual com a melhor versão iOS - mas com pior performance. Pensado para PCs de baixa gama, a versão PC aguenta-se bem e apresenta suporte para adaptar a resolução, ecrã panorâmico e 60fps, permitindo ver o jogo sem quaisquer restrições.

Jogar com um comando revela que Asphalt 9 se aguentaria bem numa consola. A condução é arcada e divertida - especialmente com um comando - existem muitos conteúdos sem ser preciso gastar dinheiro. As micro-transacções são o meu maior problema com qualquer jogo mobile, incluindo Asphalt 9, mas é algo que abrange a realidade mobile. Uma versão Switch paga e completa? Seria muito bom.

Asphalt 9 é um dos primeiros jogos mobile em muito tempo a chamar a minha atenção. Oferece uma qualidade visual que não esperas numa plataforma mobile e é divertido. É bom ver o que se passa no mobile de vez em quando: ficamos impressionados com Fortnite no início do ano e ficamos ainda mais impressionados com o que a Gameloft fez aqui. Asphalt 9 é um jogo lindo e apesar das micro-transacções serem frustrantes, a natureza free-to-play significa que o podes experimentar de borla. Ficarás surpreso se o fizeres.

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Mais artigos pelo John Linneman

Comentários (14)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Devil May Cry 5 recebe imagens Gamescom

Dante e Nero espalham estilo.

Razer revela comando sem fios Raiju para a PS4

Auscultadores Tresher também terão versão sem fio.

Revelados novos bundles Xbox One X e Xbox One S

Shadow of the Tomb Raider, Fallout 4 e Battlefield 5.