Curioso quanto ao hardware usado pela Nintendo na SNES Mini? Nós dizemos-te o que queres saber. A Nintendo astutamente reutilizou a mesma tecnologia usada na NES Mini. Abre a bonita SNES mini e a placa principal dentro dela é quase igual à do modelo do ano passado.

Começámos a suspeitar que a Nintendo manteve o mesmo hardware devido a vários factores: a interface dos comandos é a mesma, as posições das entradas HDMI e USB são idênticas, a IU é similar e o comportamento geral do sistema também lembra imenso o hardware do ano passado. Além disso, a saída HDMI da SNES Mini vai até 720p, o mesmo visto na consola mais antiga. A nossa teoria foi confirmada com este tweet de Chiimaero e hoje abrimos as duas consolas para vermos com os nossos próprios olhos.

Para confirmar que a placa interna principal é a mesma, os cantos - cortados para encaixar dentro da carcaça da NES Mini - são iguais no modelo SNES, mesmo sem existir necessidade para serem ajustados. Assim sendo, o interior do novo hardware parece menos elegante. Em termos de hardware, temos um Allwinner R16 SoC (system on chip) inalterado, com quatro ARM Cortex A7s acompanhados por uma GPU ARM Mali 400 MP2. A Hynix fornece o único chip de memória - um módulo 256MB DDR3 - e existe um generoso armazenamento NAND de 512MB.

1
2
A nossa fotografia do interior da SNES Mini (esquerda) e do seu processador confirma que ambas correm no mesmo hardware. O mesmo processador, memória e armazenamento estão presentes. Repara que os dois cabos internos dos comandos também estão nos mesmos pontos.

Os jogos correm graças a um programa de emulação Super NES personalizado, provavelmente construído pela equipa de Pesquisa e Desenvolvimento da Nintendo em Paris (a NERD), a correr no Linux. O software não só emula a Super NES em si, mas também um conjunto de processadores adicionais para jogos específicos, incluindo os chips Super FX e Super FX2 usados em Star Fox, na sua sequela e Yoshi's Island, juntamente com a melhoria SA1 CPU utilizada em Super Mario RPG e Kirby Super Star. Até Super Mario Kart usava hardware adicional - a DSP-1 da NEC estava presente em cada cartucho, recriada fielmente nas mini consolas.

O facto da SNES Mini correr no mesmo hardware que a anterior tem várias implicações. Os hackers mais experientes podem rapidamente explorar o sistema para adicionar mais jogos - tal como aconteceu com a NES Mini. Segundo, o uso do que é essencialmente a mesma tecnologia faz com que seja muito mais fácil para a Nintendo resumir a produção da NES Mini. A Nintendo confirmou que teremos mais consolas NES Mini nas lojas no próximo Verão, enquanto o stock da SNES Mini será apresentado ao longo de 2018. Optar por um design interno comum permite à Nintendo economizar no fabrico.

Estamos a trabalhar numa análise completa à SNES Mini e as primeiras impressões são positivas, existem melhorias significativas sobre a anterior em certos aspectos - especialmente na conversão da 240p original para 720p HDMI. No entanto, espera por mais artigos sobre a SNES Mini no futuro.

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Mais artigos pelo John Linneman

Comentários (15)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Hollow Knight na PS4 e Xbox One em 2019

Death's Gambit a caminho da Switch e Xbox One.

Nintendo Direct às 13 horas de hoje

Actualização: Revelados novos Nindies para a Switch.

Ficaram mais Nindies Switch por revelar

A Nintendo tem mais na manga.