PS4 vs. Xbox One: qual o melhor leitor de media

Deves manter-te pela PlayStation 3?

Com a chegada da Xbox 360 e PS3, as fabricantes das consolas compreenderam que as consolas de jogos poderiam ser muito mais - poderiam ser leitores de média que assumem lugar de destaque na tua sala, capazes de oferecer filmes e séries de TV pela internet assim como pelo tradicional disco. Com a chegada das novas consolas, o potencial está lá para levar a integração média a um novo nível - a sério, é a proposta principal da XO, e a PS4 também apresenta um leque de serviços de filmes e séries TV. Então a questão é, porque estão as novas consolas tão mal equipadas para lidar com a visualização de média? Os nossos testes produziram resultados chocantes, as consolas de anterior geração providenciam uma experiência claramente superior - na medida em que funcionam mesmo como publicitado.

À primeira impressão, exceto a capacidade para ver TV em directo no sistema Microsoft, ambas as máquinas apresentam funcionalidades muito similares, tais como a capacidade para ver discos Blu-ray e DVD, juntamente com aplicações dedicadas que cobrem um leque de serviços de streaming, incluindo aqueles exclusivos da Sony e Microsoft.

No entanto, soam os alarmes logo que compreendes que nenhuma consola oferece aos utilizadores formas de reproduzir os seus ficheiros pessoais - seja de discos externos ou em partilhas de rede. São funções comuns nas consolas de anterior geração, mas estão misteriosamente ausentes nas suas sucessoras - apesar da XO poder receber conteúdo "stream to" de PCs Windows 8. E, termos de outros vídeos criados pelo utilizador, vale a pena salientar que a consola Mictosoft corre DVDs gravados mas teima em não processar BD-Rs, enquanto a PS4 corre ambos.

O que é claro desde logo é que a Microsoft e a Sony estão centradas no bloqueio de conteúdos caseiros (e sim, pirateados), mas a falta de funcionalidade e muitos erros afetam o suporte a material 'oficial.

Reprodução Blu-ray - situação mista

As primeiras impressões na reprodução de Blu-ray na One parecem positivas assim que todas as atualizações são feitas e a aplicação personalizada está instalada: a máquina carregou todos os discos que inserimos, e não fomos confrontados com quaisquer incompatibilidades óbvias. A nossa experiência é inicialmente menos agradável na PS4, a versão original de James Cameron's Avatar congela para um ecrã preto em duas unidades diferentes perto de um minuto após a reprodução. Felizmente, não encontramos quaisquer problemas nos outros discos que testamos, e imaginamos que problemas tais como este podem ser facilmente corrigidos numa atualização. Ainda assim, quanto a primeiras impressões, não é um bom indicador da estabilidade geral do sistema.

Em termos da qualidade de imagem, ambas as consolas apresentam uma imagem pura a 1080p sem alterar artificialmente o material fonte de alguma forma, significando que a eficácia da cor, nitidez e detalhe são idênticos. Considerando que a XO tem que converter BD-Rs do componente digital para RGB isto são boas notícias, restringindo quaisquer diferenças a como HDTVs individuais gerem estas fontes.

PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Reprodução de Blu-ray a 1080p é idêntica nas duas novas consolas e na PS3, cada sistema apresenta uma imagem pura sem quaisquer indesejadas modificações.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Reprodução de Blu-ray a 1080p é idêntica nas duas novas consolas e na PS3, cada sistema apresenta uma imagem pura sem quaisquer indesejadas modificações.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Reprodução de Blu-ray a 1080p é idêntica nas duas novas consolas e na PS3, cada sistema apresenta uma imagem pura sem quaisquer indesejadas modificações.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Reprodução de Blu-ray a 1080p é idêntica nas duas novas consolas e na PS3, cada sistema apresenta uma imagem pura sem quaisquer indesejadas modificações.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Blu-rays codificados a 1080i50 são desentrelaçados incorretamente pela PS4, resultando numa leve perda de detalhe (vista aqui na relva à esquerda), e com a informação alterada verticalmente por um pixel, com uma mistura muito subtil de um fotograma para o próximo. Entretanto, a PS3 e XO gerem corretamente este material sem introduzir artefatos indesejados.

Relatos de utilizadores sobre reprodução comprometida a 24Hz na XO são perturbadores para uma consola tão focada em utilização além dos jogos. 24fps é uma parte central da especificação Blu-ray, e qualquer aparelho moderno que mereça o seu preço deve ser capaz de lidar corretamente com esse rácio de fotogramas sem problemas. A sério, a PS3 reproduzi material a 24Hz na perfeição sem introduzir qualquer efeito colateral, e descobrimos que a PS4 é igualmente sólida neste aspeto. Ainda assim estamos em território tremido na XO. Inicialmente pensamos que a máquina apresentava um sinal 24Hz sólido sem anomalias, mas ao testar um número de discos em duas horas revelou sérios problemas na sincronização áudio onde o som frequentemente ficava atrás do vídeo por vários segundos independente da definição áudio escolhida, tornado impossível ver filmes neste modo.

Nesta altura a solução é mudar a XO para 60Hz ao correr discos Blu-ray, mas fazer isso introduz perceptível trepidação pois a fonte 24fps é apresentada de forma desequilibrada num sinal 60Hz - não é uma correção ideal. Na verdade, notamos alguma trepidação ocasional ao utilizar a reprodução 24Hz, indicando que a XO nem sempre lida corretamente com este rácio de fotogramas. A Microsoft conhece estes problemas e está a investigar a causa, mas não existe sinal de correção até agora - uma desilusão particular tendo em conta o enorme foco multimédia da XO.

Reprodução 1080p básica é mais estável na PS4, apesar do sistema Sony não o fazer completamente sem os seus quês. A consola tem dificuldades para desentrelaçar corretamente conteúdo a 25fps progressivo codificado a 1080i50 sem deitar fora uma pequena quantidade de informação da imagem e detalhe da mistura de um fotograma para a seguinte, imagem duplicada. Alterar manualmente a consola para 1080i não mostra melhorias, indicando que a máquina desentrelaça internamente o sinal independente da resolução.

Pelo outro lado, a XO acerta no desentrelace, mas converte depois o sinal 50Hz para 60Hz causando trepidação. Para colocar as coisas em perspetiva, a PS3 gere confortavelmente todo o material em alta definição sem comprometer o sinal de forma alguma. E não nos vamos esquecer que a PS3 também corre filmes Blu-ray 3D - uma funcionalidade ausente das duas novas consolas.

Análise à reprodução de DVD

Passando para o DVD, nenhuma consola consegue mostrar material em definição standard da melhor forma. A reprodução é aceitável: tens uma imagem que se pode ver mas não se compara à de um decente - mas não necessariamente caro - leitor em separado. A PS4 parece converter as imagens com mais nitidez que a consola Microsoft, apesar do processamento de vídeo sem brilho introduzir outro problema que degrada de forma significativa a qualidade de imagem.

PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Apesar da imagem no geral suave, a PS3 preserva mais detalhe ao converter a resolução de DVDs comparada com qualquer uma das novas consolas. A PS4 até muda o tamanho das imagens com mais nitidez que a PS3, mas a qualidade de imagem é afetada por um pobre processamento de vídeo em outras áreas.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Apesar da imagem no geral suave, a PS3 preserva mais detalhe ao converter a resolução de DVDs comparada com qualquer uma das novas consolas. A PS4 até muda o tamanho das imagens com mais nitidez que a PS3, mas a qualidade de imagem é afetada por um pobre processamento de vídeo em outras áreass.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Apesar da imagem no geral suave, a PS3 preserva mais detalhe ao converter a resolução de DVDs comparada com qualquer uma das novas consolas. A PS4 até muda o tamanho das imagens com mais nitidez que a PS3, mas a qualidade de imagem é afetada por um pobre processamento de vídeo em outras áreas.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
A maioria dos DVDs inclui um sinal de leitura progressiva para permitir uma conversão de entrelaçado para progressivo sem perda de qualidade. A PS4 falha em detetar isto nos discos PAL, levando à perda de detalhe e jaggies perceptíveis. Não é um problema na PS3 e XO.

A maioria dos DVDs são codificados como vídeo entrelaçado com bandeiras progressivos inseridas no sinal para dizer ao leitor como desentrelaçar o conteúdo sem perder qualquer detalhe, mas nos discos PAL a PS4 não consegue desentrelaçar corretamente o material fonte, resultando em indesejáveis jaggies e gorjear de linhas. É pena tendo em conta que a anterior desentrelaça corretamente discos PAL e NTSC, e também permite um sinal panorâmico anamórfico 576p não molestado. A qualidade de conversão na consola é muito suave para o nosso gosto, mas aguenta-se comparada com a PS4 e XO.

Em termos ideias gostaríamos de ultrapassar completamente qualquer processamento de consola em termos da alteração do tamanho da imagem e deixar a nossa HDTV fazer o trabalho, pois pode ser que faça um melhor trabalho. No entanto, isto não é realmente possível em nenhuma das consolas de nova geração. Na XO estás restrito ao sinal convertido a 720p e 1080p da própria máquina, enquanto a PS4 apenas providencia um sinal 576p comprometido que não consegue preservar uma apresentação 16:9 anamórfica contida dentro do vídeo codificado a 4:3 nos DVDs.

A completa falta de respeito da XO pelos sinais 50Hz PAL em todos os serviços - incluindo sinais da entrada HDMI - também se estende à reprodução de DVDs, a máquina converte tudo para 60Hz. Tal como ao ver TV em direto na consola, a única forma de desativar isto é forçar manualmente a consola para um modo global de 50Hz no menu, mas depois isto causa trepidação nos jogos que são gerados a 60Hz. A situação está longe de ideal.

PlayStation 3 PlayStation 4
A PS3 é a única consola nos nossos testes que permite um sinal anamórfico 576p/480p não molestado ao reproduzir DVDs, tornando possível que a tua HDTV ou processador de vídeo externo execute uma conversão de resolução com maior qualidade que a consola. Os donos de uma XO está restritos a 720p e 1080p pela máquina. Tentar alcançar um sinal em resolução nativa da PS4 leva a resultados pouco animadores, portanto é melhor manterem-se pelas opções de conversão internas.
PlayStation 3 PlayStation 4
A PS3 é a única consola nos nossos testes que permite um sinal anamórfico 576p/480p não molestado ao reproduzir DVDs, tornando possível que a tua HDTV ou processador de vídeo externo execute uma conversão de resolução com maior qualidade que a consola. Os donos de uma XO está restritos a 720p e 1080p pela máquina. Tentar alcançar um sinal em resolução nativa da PS4 leva a resultados pouco animadores, portanto é melhor manterem-se pelas opções de conversão internas.
PlayStation 3 PlayStation 4
A PS3 é a única consola nos nossos testes que permite um sinal anamórfico 576p/480p não molestado ao reproduzir DVDs, tornando possível que a tua HDTV ou processador de vídeo externo execute uma conversão de resolução com maior qualidade que a consola. Os donos de uma XO está restritos a 720p e 1080p pela máquina. Tentar alcançar um sinal em resolução nativa da PS4 leva a resultados pouco animadores, portanto é melhor manterem-se pelas opções de conversão internas.
PlayStation 3 PlayStation 4
A PS3 é a única consola nos nossos testes que permite um sinal anamórfico 576p/480p não molestado ao reproduzir DVDs, tornando possível que a tua HDTV ou processador de vídeo externo execute uma conversão de resolução com maior qualidade que a consola. Os donos de uma XO está restritos a 720p e 1080p pela máquina. Tentar alcançar um sinal em resolução nativa da PS4 leva a resultados pouco animadores, portanto é melhor manterem-se pelas opções de conversão internas.

Netflix e LoveFilm - mais desilusões à espera

Ambas as consolas de nova geração suportam um leque decente de serviços de streaming, incluindo fornecedores principais como Netflix e LoveFilme, apesar de existirem algumas aplicações que apenas aparecem numa das novas consolas, e algumas que estão completamente ausentes. Por exemplo, a Sky Player não está na XO, o que surpreende tendo em conta que o serviço forma uma parte central na funcionalidade multimédia da 360 (a própria Sky diz que não existem planos para integração na XO). A BBC iPlayer também está ausente na XO.

A PS4 e XO suportam 1080p nativa para Netflix e LoveFilme por pré-definição, e a qualidade de vídeo para cada serviço é na maioria idêntica nestes plataformas, exceto pequenas diferenças na temperatura e saturação de cor. A PS3 também oferece agora streams a 1080p nativa para LoveFilm, igualando as duas novas consolas. Impressionante é que ambos os serviços apresentam codificação de vídeo de alta qualidade similar e mínimos artefatos de compressão a 1080p, desde que a ligação seja estável.

Na XO, a reprodução Netflix durante o nosso teste arranca de forma decente, mas após perto de 10 minutos notamos que o stream de vídeo começou a falhar, e alguns minutos depois o vídeo saiu fora da sincronização com a imagem, o problema apareceu intermitentemente em vários filmes que testamos. Os streams LoveFilm também são afetados por trepidação indesejada, apesar do problema ser um pouco mais subtil e menos frequente. Felizmente, não encontramos problemas na sincronização áudio, mas apenas fomos capazes de extrair sinal de som estéreo da consola ao usar este serviço - apesar de forçar sinal DTS. Pela positiva não tivemos qualquer problema em extrair sinal 5.1DTS ao usar a Netflix.

PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Em termos de qualidade de imagem, os streams 'Super HD' a 1080p do Netflix é quase idêntico entre plataformas, a diferença é uma temperatura de cores ligeiramente mais quente na XO. No entanto, o movimento é comprometido no sistema Microsoft devido à intermitente trepidação, enquanto a reprodução é suave na PS4.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Em termos de qualidade de imagem, os streams 'Super HD' a 1080p do Netflix é quase idêntico entre plataformas, a diferença é uma temperatura de cores ligeiramente mais quente na XO. No entanto, o movimento é comprometido no sistema Microsoft devido à intermitente trepidação, enquanto a reprodução é suave na PS4.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Streams 720p no Netflix são idênticos na PS3, XO e PS4 em termos de qualidade de imagem, e apresentam artefatos de compressão mínimos durante cenas de movimento rápido.
PlayStation 3 PlayStation 4 Xbox One
Lovefilm suporta nativa 1080p na PS3, PS4 e XO. A qualidade de vídeo é quase idêntica exceto uma saturação de cor ligeiramente mais muda na PS4. A gestão de movimento é afetada por forte trepidação na PS4, e em menor grau na XO.

Na PS4 damos com uma reprodução Netflix suave e livre de quaisquer problemas de sincronização áudio, apesar de pela perspetiva áudio apenas podermos extrair sinal estéreo via ótica e HDMI, apesar do serviço supostamente suportar som surround na plataforma. É interessante vermos o mesmo problema no LoveFilm - novamente, apenas estéreo - mas acima disso temos alguns sérios problemas com gaguejar durante a reprodução, quase como se o vídeo acelerasse para compensar a cadência de fotogramas desequilibrada/inconsistente enquanto mantém a sincronização áudio. Distrai imenso e para nós torna o serviço inutilizável atualmente. O maior problema é que estes erros são frequentes, apesar de aparecerem intermitentemente, portanto problemas principais podem simplesmente surgir após alguns minutos de reprodução sólida.

Novamente, a PS3 corre estes serviços quase sem problemas. Não conseguimos ter som surround do LoveFilm na consola, mas pelo menos o áudio manteve-se sincronizado num ritmo estável e suave. Curiosamente houveram relatos de qualidade de vídeo inconsistente em ambos os serviços nas duas novas consolas, os streams a quebrarem para uma apresentação feia de baixa resolução. Nas últimas semanas encontramos este problema no stream de vídeo em vários aparelhos, sugerindo-nos que o problema talvez esteja relacionado com a largura de banda disponível e problemas na ligação - talvez no lado do servidor - ao invés de uma deficiência na forma como as consolas gerem o stream de vídeo.

O porquê da XO e PS4 falharem como leitores media

São os primeiros dias para as consolas de nova geração e atualmente a Sony e Microsoft ainda estão a trabalhar para colocar a correr um número de funcionalidades nas suas respetivas plataformas, indicando que nenhum sistema estava verdadeiramente completo na corrida para o lançamento. Mas a conclusão é clara - num leque de testes media, a XO e PS4 desiludem, enquanto a PS3 de geração anterior atua de forma brilhante em quase todos os cenários.

Provavelmente a maior desilusão - entre muitas - é a falta de performance consistente nas aplicações principais para stream de media nas duas novas consolas, e é chocante ver que a aplicação Netflix em particular simplesmente não está pronta nas duas novas máquinas. Mas é a pobre amostra da XO no geral que nos entristece. Esta é uma peça de equipamento construída de raiz para ser a peça central da sala de estar - mas as suas funções TV não têm qualquer suporte fora dos EUA, não existe qualquer respeito para conteúdo 50Hz e existem problemas fundamentais na reprodução de media em disco.

"É difícil recomendar qualquer uma das consolas de nova geração enquanto centro media como um direto substituto da PS3 quando a funcionalidade básica não está pronta. Toda a experiência é simplesmente mais frustrante do que deveria ser."

ps3
Com todos os benefícios de uma plataforma madura, é a PS3 que permanece o leitor de media de eleição, e não deixamos sentir desilusão com o vasto leque de erros e problemas encontrados na PS4 e XO.

Se o teu principal consumo de media está no Blu-ray 1080p, a PS4 está no geral à altura da tarefa, comportando-se tão bem quanto qualquer leitor em separado, exceto o ocasional problema de incompatibilidade com alguns discos. No entanto, a forma como a consola lida com conteúdos DVD e Blu-rays 1080i desilude um pouco tendo em conta o anterior foco em media da Sony com a PS3, que geralmente faz tudo certo.

A esse respeito, é atualmente difícil recomendar qualquer consola de nova geração como direto substituto enquanto centro multimédia para a PS3 quando a funcionalidade básica não está à altura. Alguns dos erros intermitentes são aborrecidos de suportar e tornam toda a experiência mais frustrante do que deveria, e a falta de certificação de qualidade no geral é chocante - mesmo testes básicos mostram problemas sérios que não deveriam estar numa consola para venda. Isto é uma desilusão considerando que a qualidade de imagem para conteúdo 1080p é apresentada corretamente nas duas máquinas, e houve algum pensamento no número de opções áudio/vídeo configuráveis disponíveis em cada sistema.

Com um pouco mais de tempo e trabalho podemos ver a PS4 e XO a oferecer uma experiência de entretenimento ainda mais envolvente do que as consolas anteriores, combinando jogos, conteúdos enviados pelos utilizadores, filmes e TV num pacote personalizado que complementa a moderna sala. Mas atualmente, acertar na funcionalidade central seria um começo - e a esse respeito, a PlayStation 3 cobre todas as bases.

Publicidade

Conteúdos relacionados

Também no site...

The Game Awards - Todas as novidades numa página

A Xbox Series X, os vencedores, jogos PS5 e mais.

Sekiro nomeado o Jogo do Ano nos Game Awards 2019

Disco Elysium foi um dos grandes nomes da noite.

Microsoft promete 8K e até 120 fps na Xbox Series X

"Um novo nível de desempenho nunca antes visto numa consola".

The Wolf Among Us 2 está vivo

O projecto foi ressuscitado.

Comentários (30)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários