Análise ao desempenho: Grand Theft Auto 5

Atualizado com os testes ao frame-rate. Impressões, vídeo e métricas da Xbox One e PS4. 

Atualização 2: Aqui está a análise final. Colocamos lado a lado clips de GTA 5 no decorrer de 20 missões diferentes, mas focados em áreas onde o título enfrenta o maior desafio para manter os 30fps. Ao compararmos a PS4 com a Xbox One os resultados são fascinantes; mostra que embora existam cenários onde ambas as consolas estão a par do desafio, noutras áreas especificas conseguimos ver que uma consola ultrapassa a outra. Num jogo que corre numa resolução de 1080p nativos, esperaríamos que o GPU mais poderoso da PS4 demonstrasse uma vantagem incontestável em todo o jogo, mas a realidade é um pouco mais complicada.

Ao viajarmos a alta velocidade através de cruzamentos na cidade - como a Strawberry Avenue - acaba por ser um calcanhar de Aquiles, em particular na PS4, com quedas constantes em torno dos 24-26fps, isto no seu pior. É uma situação que também se aplica à Xbox One, mas ao testar o jogo nas mesmas condições (testamos em testes repetidos) as quedas são num grau menor. Isto significa que em áreas onde os cruzamentos são constantes, a plataforma Sony sofre quedas de frame-rate mais prolongados quando colocas o pé a fundo entre o trânsito. É um cenário interessante e recorrente, que aponta para um afunilamento do CPU, onde o aumento da velocidade de relógio da Xbox One tem uma vantagem quando está a competir em cenas muito cheias como esta do trânsito.

Outra causa provável pode ser o acesso ao disco rígido. O GTA 5 é um jogo com acessos intensos de stream em background, uma situação atual que fez com que as versões de download digital da última geração, fossem menos desejáveis do que as versões físicas (onde a largura de banda de transmissão estava a ser compartilhada entre o disco e a unidade). Para diminuir o impacto de qualquer afunilamento do streaming, instalamos a versão PS4 num disco SSD para um novo teste - os resultados não apresentaram qualquer melhora.

Testes de stress em Grand Theft Auto 5 através de diversos cenários demonstra que cada versão tem as suas forças e fraquezas.

No entanto, enquanto que a Xbox One goza de uma vantagem durante as corridas a alta velocidade, fica claro que a plataforma também enfrenta os seus próprios desafios. Fora das áreas dos cruzamentos, agora em zonas na baixa de Los Santos, os frames caem, enquanto que na PS4 mantêm-se sólidos. Em cima disso, sabemos que a Rockstar fez alguns cortes visuais nos renders exteriores , provavelmente para acomodar o hardware gráfico menos capaz da Xbox One, mas em certas áreas onde os cortes não foram feitos, o desempenho pode cair.

Os efeitos complexos, que geralmente envolvem efeitos de transparência (explosões, etc.) podem também causar dificuldades bem visíveis no desempenho. As missões explosivas com Trevor nos subúrbios de Los Santos mostram a maior armadilha para Xbox One - com uns longos 24fps durante o tiroteio. Enquanto isso, a PS4 não tem nenhum problema nesses segmentos, caindo apenas um ou dois frames quando os efeitos alfa aparecem no ecrã.

No geral é um resultado interessante, deixando-nos desempenhos diferentes em cada plataforma. Existe uma vantagem inegável para a plataforma da Sony, quando se trata de tiroteios, mas, por outro lado, a Xbox One normalmente evita os pesados 20fps quando estamos em perseguições a alta velocidade.

Atualização: Completamos uma análise inicial ao desempenho da versão PlayStation 4 de Grand Theft Auto 5, a qual podes encontrar no vídeo seguinte. No primeiro relance, estamos a olhar para uma versão semelhante à da Xbox One - com apenas uma diferença notável, a implementação de um efeito lens flare que parece ausente ou então menos usado na Xbox One. A framerate está confirmada nos 30fps, e as raras quedas de frames vistos da Xbox One são uma problema ainda menor aqui. Estamos a trabalhar no jogo tão rápido quanto possível e as nossas jornadas estão a levar-nos para fora da cidade, por isso, sim, estamos a olhar para coisas como isto e vamos voltar quando tivermos mais para partilhar.

Grand Theft Auto 5 a correr na PlayStation 4. Semelhante à versão Xbox One, estamos a olhar para 1080p nativos com uma framerate bloqueada a 30fps.

Original:O dia 18 de novembro chegou um pouco mais cedo para o Digital Foundry, permitindo-nos trazer-vos esta análise ao desempenho de GTA 5 na Xbox One, bem como algumas impressões inicias desta nova remasterização. Cumprido a sua palavra, a Rockstar conseguiu uma resolução nativa de 1080p, e chega muito perto do seu alvo de 30fps - muito distante das versões da geração anterior que gaguejavam. As muitas melhorias são diversas e valem a pena - contudo, as nossas primeiras impressões sugerem uma remasterização criada com mestria com características adoráveis, o oposto de uma revisão de cima a baixo desenhada para aproveitar as capacidades das novas consolas.

Começamos com a versão Xbox One depois de nos re-familiarizarmos com o jogo após algumas horas a jogar a versão PlayStation 3, a sensação que recebemos do novo título é que é mais brilhante e mais apurado que o original que elimina as falhas técnicas do original. A atualização consistente da versão Xbox One é uma diferença radical do desempenho sem lustre dos seus semelhantes da geração passada - a jogabilidade está na sua maioria bloqueada a 30fps, apenas com algumas flutuações menores a baixo do alvo. Curiosamente, apesar da atualização consistente, a trepidação pode manifestar-se um pouco enquanto jogas - um efeito curioso. Precisamos de investigar isto mais um pouco, mas podemos excluir que o ritmo dos frames é um problema, como indica a linha recta no gráfico no vídeo em baixo.

A resolução 1080p é como uma espada de dois gumes. No lado positivo, é claro que a chegada das novas consolas nos mimou. Regressando à versão PS3, os 720p nativos parecem medíocres na era moderna - o pesado efeito pós-processamento anti-aliasing esborrata suficientemente bem as jaggies, mas adiciona um pesado efeito cintilante enquanto jogamos. Uma técnica semelhante de anti-aliasing existe na versão Xbox One, mas a boa notícia é que a contagem maior de píxeis tornam a apresentação mais nítida. Dito isto, o aumento de resolução destaca as contagens de polígonos mais baixas, e embora o modelo de iluminação permaneça frequentemente espetacular, não está ao mesmo nível com os materiais baseados em iluminação usados nos motores de nova geração. Existem melhorias na qualidade das personagens principais e as texturas estão definitivamente melhores, e o maior campo de visão é uma adição bem-vinda. Além disto, as distâncias das vistas são demonstrativamente melhores que as versões da geração anterior.

Vários vídeos de Grand Theft Auto 5, com o jogo a correr a 1080p na Xbox One. Depois do geral desempenho sem brio nas versões da geração anterior, a aproximação do alvo dos 30fps é bem-vinda.

Se existe algo que muda completamente o jogo nesta remasterização, é a inclusão de um modo na primeira pessoa. É um pouco desorientador ao início, e requer algum tempo de habituação - mas é aqui que os elementos deste processo de remasterização vêm à frente. Cada veículo tem um tablier redesenhado com todas as partes importantes para a condução, e também é aqui que a qualidade das texturas de maior resolução torna-se crucial para a experiência. É difícil acreditar que este modo funcionasse de todo na geração anterior, com a arte de baixa resolução - ver os conteúdos tão perto neste modo na primeira pessoa praticamente exige esta melhoria que a Rockstar implementou. O único ponto negativo é que também serve para realçar que o filtro de texturas não é bom (uma queixa comum com muitos títulos da PS4 e Xbox One), com a arte do solo a tornar-se muito confusa de não muito longe quando em frente ao jogador.

O modo na primeira pessoa é intrigante - uma nova forma de jogar, e substancialmente um desafio maior porque és forçado a estar mais consciente do teu redor - algo que que câmera padrão na terceira pessoa ajuda imensamente. Claro, podes alternar entre as duas à vontade. mas parece-nos que os jogadores hardcore de GTA vão passar o jogo inteiro no novo modo.

Em geral, as nossas primeiras impressões deste renovado GTA 5 são positivas. Tecnologicamente, o jogo demonstra claramente as suas raízes na geração passada, mas a qualidade do trabalho original ainda aguenta. Também é bom ver que a Rockstar fez um esforço extra com esta versão, revisitando o jogo e melhorando a base consideravelmente ao adicionar uma nova forma de jogar. Não sabemos bem como a versão da PlayStation 4 encaixa nesta equação neste preciso momento. Apesar de conseguirmos obter a versão Xbox One antes do tempo, vamos comprar a versão PS4 no dia de lançamento como o resto de vocês. Vamos voltar com mais uma análise e algumas comparações iniciais o mais cedo possível.

Não te esqueças de consultar a nossa lista de códigos para GTA 5 e outras dicas.

Publicidade

Salta para os comentários (64)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Star Wars Jedi: Fallen Order corre a 1260p na PS4 Pro

Na PS4 corre a 900p com resolução dinâmica.

The Mandalorian e Death Stranding combinados em grande estilo

BossLogic apresenta uma homenagem bem especial.

Call of Duty: Modern Warfare terá battle royale para 200 jogadores

Jogadores encontraram informações nos ficheiros do jogo.

Pokémon Sword & Shield Review - A série precisa de uma mega-evolução

A transição da Gamefreak para a Switch não é suave.

Também no site...

The Mandalorian e Death Stranding combinados em grande estilo

BossLogic apresenta uma homenagem bem especial.

Star Wars Jedi: Fallen Order corre a 1260p na PS4 Pro

Na PS4 corre a 900p com resolução dinâmica.

Call of Duty: Modern Warfare terá battle royale para 200 jogadores

Jogadores encontraram informações nos ficheiros do jogo.

Comentários (64)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários