Dark Sector

Uma possível surpresa!

Sempre que um jogo tem a capacidade de apresentar inovação e ideias frescas, é quase certo e sabido que outros irão tentar seguir o que poderá ser considerado como uma fórmula de sucesso, potencialmente. Por vezes a tentativa exaustiva de seguir ideias pré estabelecidas leva a que o mercado fique saturado e na necessidade de novas ideias. No entanto, alguns jogos mesmo seguindo algumas das fórmulas de sucesso, tem o mérito de lhes adicionar algumas ideias novas e Dark Sector parece ser um destes casos.

Retirando inspiração de jogos como Resident Evil 4 ou Gears of War, Dark Sector adiciona algumas novidades que lhe conferem um carisma próprio e muito interessante.

Dark Sector conta a história de Hayden Tenno, um agente secreto enviado numa missão em Lasria, uma cidade do Leste Europeu que esconde um terrível segredo da Segunda Guerra Mundial. A meio da missão Hayden é atacado e infectado com o vírus Technocyte, que transforma as suas vítimas em armas de combate sem vontade própria. Inesperadamente Hayden sobrevive e o vírus dá-lhe incríveis poderes que se começam por manifestar pelo seu braço. Não é o melhor argumento que se poderá imaginar mas serve na perfeição como elo de ligação para toda a acção e violência.

Dark Sector apresenta um ambiente muito negro e sinistro, quase incómodo pois facilmente ficamos com a sensação de que algo está errado, mesmo quando já sabemos que algo está errado. Todo o ambiente ganha ainda mais intensidade graças ao personagem, longe de ser aquele tipo porreiro a quem facilmente se poderia chamar de herói.

A jogabilidade está fortemente inspirada nos já referidos clássicos da Capcom e da Epic e é interessante verificar como foram adicionados novos elementos. O jogo oferece uma perspectiva na 3ª pessoa, por cima do ombro do personagem, uma perspectiva que por várias vezes provou ser fantástica para “emergir” o jogador tanto no mundo de jogo como na acção. Para os tiroteios mais intensos, temos a possibilidade nos proteger, graças a um sistema de cobertura. Ao aproximar de uma parede ou pilar, podemo-nos encostar a essas superfícies, o que nos permite daí alternar facilmente entre ataque e protecção.

Uma jogabilidade que deverá proporcionar grandes momentos de intensa e frenética acção pois nos trailers e imagens até agora reveladas, já nos foi possível vislumbrar lutas contra criaturas enormes e contra esquadrões de inimigos. Como em qualquer jogo, a inteligência artificial desempenha um papel importantíssimo pois de nada servirá as várias capacidades do agente se os inimigos não derem réplica à altura. Este será mesmo um dos aspectos que mais ansiámos por testar em Dark Sector, a sua dificuldade. O jogo em nada parece fácil mas isso é algo que ainda temos que testar.

Graças ao vírus, este agente secreto vai ganhar poderes inimagináveis que o vão tornar numa arma super poderosa. Será precisamente aqui que Dark Sector começará a dar as primeiras amostras de originalidade pois a arma que ganhamos está no mínimo original.

Esta arma que se assemelha a uma serra, funciona como um bomerangue, ou seja, vai e volta. Extremamente afiada, sempre que a enviarem contra um inimigo, o mais provável é ele perder algum membro. Para além de funcionar como um bomerangue letal, esta arma pode ainda ser usada em ataques corpo a corpo e se entrar em contacto com fogo ou electricidade, vai por momentos “absorver” esses elementos. Esta capacidade servirá para as lutas mas também para resolver alguns dos poucos e básicos puzzles de Dark Sector.

Com o aumentar da força do vírus no agente, vários poderes e armas são desbloqueados. Em algumas imagens já foi possível ver Hayden com armas de grande porte, o que nos deixa ainda com maior interesse para descobrir.

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Nova trilogia de filmes Spider-Man confirmada

Tom Holland regressará como Peter.

Call of Duty: Vanguard em promoção em todas as plataformas

Activision tenta recuperar das baixas vendas iniciais.

Cyberpunk 2077 terá versões PS5 e Xbox Series antes de abril de 2022

The Witcher 3 terá versão de atual geração na primavera de 2022.

Tentam imaginar como será a PS5 Slim e PS5 Pro

Designer conceptual apresenta a sua proposta.

Também no site...

Crash origina remoção de modo em Call of Duty: Vanguard nas consolas Xbox Series

Sledgehammer investiga causas por detrás dos problemas com Champion Hill.

Call of Duty: Vanguard em promoção em todas as plataformas

Activision tenta recuperar das baixas vendas iniciais.

Cyberpunk 2077 terá versões PS5 e Xbox Series antes de abril de 2022

The Witcher 3 terá versão de atual geração na primavera de 2022.

Comentários (1)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários