Colin McRae: DiRT 2

O primeiro voo.

A Codemasters é uma das mais antigas produtoras britânicas de vídeo jogos, foi fundada em 1985 e decidiram apostar no ZX Spectrum. Na altura a maioria dos jogos eram de acção, mas foi no com Micro Machines e com J-Cart ambos da Mega Drive que obtiveram maior sucesso.

Seguindo o sucesso de jogos de corridas em 1997 lançaram TOCA Touring Car Championship, um jogo inovador e uma jogabilidade incrível, após um ano a Codemasters aposta no segundo jogo da série TOCA com novas melhorias e mais uma vez a Codemasters nos surpreende.

No mesmo ano é lançado Colin McRae, reconhecido como o pioneiro do realismo no desporto rali, jogabilidade muito realista, veículos oficiais e gráficos muito bons. Passado um ano saiu o segundo jogo, ainda melhor que o seu antecessor em todos os aspectos, e em 2000 sai TOCA World Touring Cars e mais uma vez recolheu sucesso até aos dias de hoje com Race Driver Grid.

Colin McRae também teve um bom percurso até ao seu quinto título, tendo o último jogo Colin McRae DiRT recebido algumas críticas desfavoráveis, apesar de dar um rumo diferente na série, mas nada que manchasse o jogo e a saga. Todos esses títulos elevaram a Codemasters como uma potência em jogos de corridas.

As expectativas são muitas com este Colin McRae DiRT 2, o que fez com que a responsabilidade aumentasse nos estúdios da Codemaster, utilizam o motor gráfico EGO, o mesmo usado em Race Driver Grid, para tornar o jogo mais sofisticado, sólido e com gráficos de alta definição.

Neste DiRT 2 a nossa vida passa-se numa auto-caravana, que será o quartel-general para o jogador e sua equipa. Acordamos com música Rock de fundo e gritos do público, como se não bastasse isso, deparamo-nos com a nossa caravana toda desarrumado e suja. Latas de bebidas pelo chão e hambúrgueres por comer, tudo com ar de quem gosta de festas com miúdas.

1
Ai se os meus pais me vêm visitar.

A vida de famoso é muito difícil. Isso é tudo muito bonito mas o homem não vive só de noitadas e miúdas jeitosas, por isso mãos a obra, não pensem que é para limpar a caravana, estava a referir-me às corridas!

O que nos é oferecido na caravana?

Temos a nossa televisão sempre ligada onde podemos ver vídeos de vários desportos radicais dos eventos X Games, temos My Stuff, Extras, Multiplayer e Dirt Tour. Em My Stuff podemos escolher o nosso co-piloto e até ver o tipo de relações que temos com os pilotos, alguns deles bem conhecidos, como por exemplo: Dave Mirra (BMX), Travis Pastrana (freestyle motocross) e Ken Block (Rally). Estes pilotos vão ajudar-nos a construir a nossa carreira. Dirt Tour serve para escolhemos qual o local ou evento que pretendemos participar.

Como era de se esperar, não ficamos retidos na auto-caravana. No exterior verificamos uma autêntica festa, publicidade em todo o lado, várias tendas, multidões a passar e conversar junto das instalações da equipa, etc... Tudo a dar um ar de estarmos mesmo dentro de provas reais. Assim a ideia ao iniciar o jogo é fazer-nos sentir parte do jogo, termos uma experiência mais personalizada e criar a ilusão de que estamos realmente numa prova de corridas mundial. Após as corridas adquirimos pontos de experiência ganhos consoante as nossas prestações nas provas, que nos aumentará o nível. Também recebemos dinheiro para usar em futuras compras de veículos e packs para alteração dos mesmos, dependendo das provas que iremos disputar. Para além disso existem acessórios que vamos desbloqueando durante o jogo, como por exemplo dados para colocar no espelho central e até uma boneca hula girl, que mexe a anca como se não houvesse amanha.

Conteúdos relacionados

SEGA aposta no Fog Gaming

Não, não é o termo japonês para Cloud Gaming.

Promoções Days of Play chegam à PS Store

Centenas de jogos e DLCs em desconto.

Game Gear Micro anunciada pela SEGA

Reveladas diversas versões com jogos pré-instalados.

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários