Cage defende cena de striptease em Heavy Rain

"Faço o que for preciso para contar a minha história."

David Cage, fundador da Quantic Dream, defendeu a cena em Heavy Rain onde a personagem Madison Paige se despe para um proprietário de um clube nocturno.

Durante a cena, Madison descobre que o proprietário do espaço só tem olhos para as raparigas que estão perto dele a dançar nos varões, e o jogador vai ter a opção de se retirar até aos camarins para vesti-la, antes da mesma actuar para ele de uma forma provocatório para chamar a sua atenção.

Depois de conseguir, Madison e o dono do recinto retiram-se para um espaço privado onde ela usa uma arma que tem na sua bolsa para extorquir-lhe informação. No entanto no mundo das escolhas e consequências de Heavy Rain, as coisas podem dar mal.

"Foi recebido de uma forma muito interessante. Penso que com este jogo vamos de descoberta em descoberta. Temos algumas pessoas que se sentiram desconfortáveis a ver a cena, o que é perfeito porque é precisamente isso que eu quero," disse ele aos nossos colegas da Eurogamer Britânica.

"Não podes fingir diferentes tipos de emoções e focar-te apenas na adrenalina, no medo, na competição e na frustração. Precisas de ir para diferentes emoções, e mostrar esta cena em particular foi para nós um teste para ver se podemos fazer com que as pessoas se sintam como Madison, ter que se despir para fazer um striptease em frente a um gajo feio, e é óbvio que isso resultou porque as pessoas sentiram-se muito desconfortáveis."

"Sabes, quando pensamos que as pessoas vão apenas se divertir em ter ela nua e ter esse sentimo de adolescente, na verdade não, elas na verdade sentem-se como se fossem a Madison e sentem-se mal."

Quando lhe perguntaram se os videojogos ainda têm que aprender a andar antes de começarem a correr no que diz respeito à dificuldade no tratamento de eventos adultos, particularmente numa cena que se torna sexualmente violenta, Cage disse que não iria censurar-se a si mesmo para evitar ser controverso.

"Se queres fazer dos videojogos brinquedos para as crianças, é claro que não deves fazer isso, mas se tencionas fazer uma experiência adulta para uma audiência mais madura, então não há nada que não possas fazer, e tu não deves contar comigo para me censurar a mim mesmo, e dizer que eu não posso fazer isso ou não quero fazê-lo porque é demasiado sensível ou muito controverso ou qualquer outra coisa."

"Faço o que for preciso para contar a minha história, e espero que as pessoas gostem, mas não vou jogar no seguro, eu estou a tentar fazer coisas, estou a explorar novos caminhos, e espero que as pessoas apreciem isso."

Publicidade

Salta para os comentários (16)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (16)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários