Bill Roper prefere o estilo clássico e sombrio de Diablo

E não vê com bons olhos o rumo que está a levar o terceiro jogo da série.

Mais lenha para a fogueira no que toca à polémica relacionada com o aspecto gráfico de Diablo III. A mudança de rumo que a Blizzard está a tomar no que toca à parte artística da licença não agrada a Bill Roper, ex-criador da série que trocou a Blizzard pela Cryptic Studios.

Numa recente entrevista com o site Videogamer, Roper foi bastante claro ao confessar que prefere o desenho artístico clássico e sombrio que caracterizou os dois primeiros jogos da série.

Roper conta que, "Vocês sabem, eu gosto mais do desenho sombrio e granulado. Do ponto de vista do jogador gosto mais desse estilo." Ele afirmou que a série Diablo sempre se demarcou pela sua abordagem artística de "fantasia gótica" no que diz respeito ao desenho dos personagens e cenários.

O artista diz estar aberto a todo o tipo de mudanças artísticas, mas reconhece que do seu ponto de vista como jogador não está de acordo com a mundana visual que deram à licença da Blizzard.

"Quando o vi pela primeira vez não pensei, 'Oh meu Deus, é horrível!', mas como jogador não me convenceu," disse ele.

Publicidade

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (1)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários