ATV Offroad Fury Pro

Fúria em todo-o-terreno... Pois.

Além de genérico, o título deste jogo é discriminatório para consigo. Se o jogo oferece a possibilidade de correr com ATVs (quadriciclos todo-o-terreno), motas, camiões e outros veículos, porque não enaltecer esse facto logo à partida? Está certo que a Climax pouco se esforçou no que que diz respeito a realmente diferenciar as conduções entre veículos ou a imputar algum realismo às reacções destes, mas a verdade é que estão presentes em largo número ao longo das diferentes categorias.

Na vertente “portátil” do jogo, o modo “Single Event” permite alterar várias especificações da corrida e completá-la num curto espaço de tempo, mesmo que os tempos de loading não sejam ideais. Numa oferta mais complexa, “Championship” envolve, como indica o nome, competir em variados campeonatos em diferentes partes do mundo, com o objectivo de desbloquear conteúdo (como pistas e veículos).

Além destes dois modos de jogo “essenciais”, mais algumas distracções estão disponíveis, como um modo onde podemos correr sem qualquer limitação de voltas ou oponentes em pista ou a possibilidade de melhorar os tempos de volta ou de corrida (regra geral, uma corrida implica cinco voltas à pista); aos quais se juntam outros modos menos ortodoxos, nomeadamente o “Pool” em que utilizamos veículos como bolas numa estranha recriação do bilhar.

Se juntarmos a isto as mais de sessenta pistas disponíveis para escolha, a oferta até que é bastante satisfatória. Desertos, planicies geladas, estádios (ou seja, pistas dentro de portas) a variedade de cenários onde são colocadas as diferentes pistas é também de louvar.

s
Não é um ATV.

Caso mesmo assim desejem criar pistas, existe um editor, que apesar de limitado por uma interface e controlos muito pobre, permite trazer ao jogo trajectos da vossa autoria.

A música não é, em si, má. Mas pareceu-me mal escolhida para o jogo que acompanha; um pouco como os sons dos motores, dos impactos ou do colocar das mudanças. Não é desapontante, mas também não impressiona ninguém. E o mesmo se pode dizer dos gráficos.

Além da variedade de modos para um jogador, o suporte online é também bastante sólido. Seja em ad hoc ou infrastructure. É possível jogar contra até outros quatro oponentes (o número máximo de participantes por corrida), correr em pistas criadas por vós ou participar em torneios. Tudo bastante funcional e sem dificuldades técnicas.

É difícil apontar verdadeiras falhas a este jogo de corridas, revela-se um esforço frustrado essencialmente por não oferecer nada de realmente novo ou especialmente competente. Ainda assim, a sua variedade de modos e opções, acompanhados pela simplicidade em controlar os veículos com sucesso indica um trabalho competente da parte da Climax. Mas pouco mais.

6 /10

Conteúdos relacionados

Tu não entendes os NFTs, diz a Ubisoft

A resistência deve-se à falta de conhecimento.

Artigo | Quais os melhores jogos de sempre da Xbox 360?

A consola mais vendida de sempre da Microsoft.

Hyper Scape encerrará em abril

Ubisoft anuncia fim do jogo.

Também no site...

Elden Ring será um jogo muito difícil, mas justo

Miyzaki diz que mais pessoas o vão conseguir terminar.

Vídeo | Lootbox #45 LIVE - Em direto com a comunidade

Junta-te a nós pelas 15h de Portugal, 12h no Brasil.

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários