Dona de PUBG decidiu processa a Garena, a Apple e a Google devido aos clones

YouTube também é visado por albergar vídeos.

A Krafton, dona de PUBG: Battlegrounds e PUBG: Mobile, avançou com um processo legal no qual visa diversas companhias bem conhecidas devido ao que considera clones do seu battle royale.

Tal como relatado pelo TechCrunch, a Krafton visa especificamente a Garena e os seus jogos Free Fire, que considera clones descarados do seu jogo e ainda aponta para a Apple e Google porque apresentam os seus jogos nas suas lojas digitais.

Anteriormente, a Krafton e a Garena já se tinham enfrentado em tribunal quando foi lançado o jogo Free Fire: Battlegrounds, o que lhe mereceu a acusação de "consciente quebra de direitos de autor". As duas companhias chegaram a um acordo, mas esse acordo não se aplicava aos Estados Unidos e agora, a Krafton decidiu levar o caso aos tribunais nos Estados Unidos.

Lançamentos recentes, como Free Fire Max, incentivaram novamente a Krafton a processar a Garena, alegando que os jogos desta copiam as mecânicas e funcionalidades de PUBG, texturas, mecânicas, estrutura e até objetos.

Para a Krafton, a Garena continua a ganhar dinheiro a copiar as suas ideias e decidiu que não o continuará a permitir.

Além de incluir a Apple e a Google no seu processo, por continuarem a distribuir o jogo, a Krafton decidiu inclui a YouTube no processo por albergar vídeos de Free Fire, que quebram os direitos de autor da companhia.

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (0)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários