Activision avança com processo legal contra criadora de batotas

Fala em danos irreparáveis à sua reputação.

A Activision avançou com um processo legal contra uma popular criadora de batotas para os jogos Call of Duty, acusando-a, entre outras coisas, de danos irreparáveis à sua reputação.

A alemã EngineOwning, avança o GI.biz, é acusada de fabricar batotas que prejudicam a experiência dos jogadores que tentam jogar os jogos de forma legal e meritória, promovendo a prática e ganhando dinheiro com isso.

A reputação da Activision sofreu enormes danos irreparáveis, mas também perdeu receitas substanciais, enquanto a criadora de batotas como mira automática faz dinheiro a deturpar os seus jogos.

No seu site, a EngineOwning cobra entre 4,49€ por 3 dias de acesso às batotas e vai até 139,99€ por 90 dias de acesso a batotas que fornecem uma vantagem totalmente desleal aos jogos multijogador.

A Activision diz que a popularidade da série Call of Duty torna os seus jogos nos alvos perfeitos para estas companhias e indivíduos sem escrúpulos que querem lucrar enquanto arruinam a experiência dos outros.

Salta para os comentários (6)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Stalker 2 adiado para dezembro

7 meses depois da data original.

Dying Light 2 para a Switch foi adiado

Poderá chegar até 6 meses depois das outras versões.

Também no site...

Comentários (6)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários