Produção de Halo Infinite foi caótica e dois terços do jogo foram cortados da versão final

Microsoft despedia funcionários depois de 18 meses.

Já havia a ideia de que a produção de Halo Infinite tinha sido difícil e que a 343 Industries estava a passar por maus momentos, bastava olhar para a demo que foi apresentada na Xbox Games Showcase no Verão de 2020.

Mas só agor sabemos finalmente o que aconteceu nos bastidores, graças a Jason Schreier, jornalista de videojogos no Bloomberg. No dia de lançamento de Halo Infinite, Schreier publicou o seu artigo que pinta enormes dificuldades no desenvolvimento do jogo, desde as ferramentas de trabalho à falta de pessoal experiente na equipa.

Para além do motor do jogo ser baseado em código bastante antigo, com partes que são dos tempos em que a Bungie ainda estava encarregue de Halo, as políticas da Microsoft não permitiam à 343 Industries reter pessoas na equipa por mais de 18 meses, tornando-se extremamente difícil manter pessoas com experiência.

Juntando isto a disputas internas que haviam dentro da própria equipa, estava reunida a receita para o desastre. O jogo só foi salvo graças à decisão da Microsoft de ir buscar Joseph Staten, escritor principal nos primeiros três Halo. A decisão foi tomada depois da revelação da demo de Halo Infinite no Xbox Game Showcase, que gerou os infames memes de Craig.

Joseph Staten pediu à Microsoft para adiar o jogo, que estava previsto para Novembro de 2020, coincidindo com o lançamento das novas consolas Xbox Series. Surpreendentemente, a Microsoft concordou e a equipa conseguiu assim tempo extra para meter o jogo nos eixos, mas houve grandes sacríficos, principalmente no que diz respeito a conteúdo.

O artigo do Bloomberg diz que quase dois terços de Halo Infinite foram cortados da versão final. Inicialmente, o mundo aberto seria imenso, com dimensões semelhantes a The Legend of Zelda: Breath of the Wild. A versão final, que foi lançada ontem, é apenas uma fracção do conteúdo produzido pela equipa ao longo de cinco anos (o desenvolvimento começou pouco depois do lançamento de Halo 5).

Apesar do difícil desenvolvimento, Halo Infinite foi bem recebido pela crítica até agora e ganhou o prémio Player's Voice nos Game Awards 2021 graças aos votos dos jogadores.

Salta para os comentários (71)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Rainbow Six Extraction estreia no Game Pass

Ubisoft+ a caminho das consolas Xbox.

Steam está a reembolsar quem comprou Battlefield 2042

Plataforma reembolsou jogador mesmo sem cumprir com a política de devoluções.

PUBG: Battlegrounds está prestes a ser Free to Play

Menos de 1 dia para se jogar gratuitamente em todas as plataformas.

Stalker 2 adiado para dezembro

7 meses depois da data original.

Activision avança com processo legal contra criadora de batotas

Fala em danos irreparáveis à sua reputação.

Também no site...

Comentários (71)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários