PlayStation patenteou as mecânicas transformadoras de Death Stranding

Manipular terrenos em colaboração com a comunidade é um conceito protegido pela Sony.

A Sony Interactive Entertainment patenteou a principal mecânica de Death Stranding, o conceito de transformar terrenos em colaboração como comunidade.

Submetida 4 meses antes do lançamento do jogo de Hideo Kojima na PS4, a patente foi agora aprovada e protege uma das mais interessantes funcionalidades de Death Stranding, a de ter uma comunidade a mudar o mundo de jogo de forma gradual e dinâmica.

"Melhorar o primeiro percurso de acordo com o número de vezes que esse primeiro percurso foi percorrido por um ou mais personagens," faz parte da terminologia usada na patente. Isto vai ao encontro da criação de uma comunidade que se ajuda com a criação de ferramentas e até da melhoria de rotas para permitir que o mundo seja percorrido mais facilmente.

Esta não é a primeira vez que uma companhia submete uma patente para proteger uma funcionalidade num jogo e isto sugere que a Sony pretende manter Death Stranding como algo único.

Será que existem planos para uma sequela?

Salta para os comentários (20)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (20)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários