Phil Spencer diz que o Game Pass não é o foco exclusivo da Xbox

Mas é uma fonte estável de dinheiro.

Phil Spencer conversou com a EDGE sobre o atual estado da divisão de videojogos da Microsoft e do futuro da companhia, uma conversa na qual foi questionado se o Game Pass é o foco exclusivo da Xbox.

"Não, não é," respondeu Spencer. "E sei que é fácil, não me estou a meter contigo quando digo isto, mas sabes, algo que me perguntam muito é 'é sobre X' ou 'o foco é Y ou Z'. E quando estás a liderar a plataforma, é tudo sobre X, Y e Z, certo? São todas essas coisas."

"Eu quero ou visiono todas as pessoas que estão na Xbox como subscritores Game Pass? Não. Quero que as pessoas façam a sua escolha. Algumas pessoas querem comprar todos os jogos que lançamos e criar a sua biblioteca."

Spencer comentou ainda a rentabilidade do Xbox Game Pass e assegura que é uma fonte estável de dinheiro.

"As subscrições dão-te uma boa e contínua fonte de receita e isso é algo importante para qualquer negócio, além dos picos que terás em torno de certos lançamentos de retalho."

"É por isso que falo disto ser uma mistura de coisas. Não se trata de uma prevalecer sobre outra. O negócio não está pendente de um só número. Os números das vendas a retalho, o número de vendas das consolas, interação com o Windows, Game Pass, xCloud, é sobre tudo isso combinado."

Desta forma, Spencer comenta novamente que o serviço é mais do que rentável, é uma estável fonte de receita para a Xbox.

Salta para os comentários (15)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (15)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários