Patrão da Xbox Phil Spencer lamenta adiamento de Halo Infinite

"Já devíamos saber e ser honestos connosco próprios."

O patrão da Xbox Phil Spencer falou sobre o adiamento do muito aguardado Halo Infinite. Obrigado Eurogamer. O jogo da 343 deveria ter sido lançado juntamente com as novas consolas da Microsoft, Xbox Series X|S no Natal de 2020.

Mas após a amostra desastrosa em julho do ano passado, recebendo imensas críticas principalmente pelo seu aspeto visual, em agosto do mesmo ano foi decidido que iam adiar o lançamento para 2021. Chega agora a 8 de dezembro de 2021, um ano após a data original.

"Não gosto de como o fizemos", admitiu Spencer ao GQ. "Não gosto do facto de termos mostrado o jogo, falamos em o lançar na altura do lançamento das consolas. E no espaço de um mês tivemos de mudar".

O adiamento deixou o lançamento das novas consolas com poucas alternativas de parte dos jogos da Microsoft. Em contraste, a PlayStation 5 teve uma forte participação de títulos dos estúdios internos da Sony, como Demon's Souls remaster, Spider-Man: Miles Morales e Sackboy A Big Adventure.

"Já devíamos saber e ser honestos connosco próprios", continuou Spencer. "A nossa presença não foi por engano, mas mais por... esperança. E não creio que a esperança seja uma grande estratégia de desenvolvimento."

A decisão de adiar Halo Infinite deve ter sido difícil, mas pode ter sido o melhor que fizeram para a série, principalmente depois do novo vídeo da campanha que mostrou uma tremenda evolução no seu grafismo.

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Adolfo Soares

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (12)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários