Hot Wheels Unleashed - Review - Tracção extra

Corridas caóticas.

Um Hot Wheels arcade e abrangente, só penalizado por inconsistências e físicas aleatórias na jogabilidade.

É um pouco surpreendente ver um novo Hot Wheels produzido e editado pelos italianos da Milestone, conhecidos especialmente pelos jogos de velocidade realistas, seja em duas ou quatro rodas. Hot Wheels Unleasehd é um novo capítulo no âmbito da colaboração da Mattel com produtoras e editoras de videojogos. São inúmeras as referências e produções, entre altos e baixos, mas não deixa de ser surpreendente que esta edição tenha toda a forma da Milestone. Com o realismo posto de parte, a tendência deste jogo é colocar o jogador em desafiantes corridas arcade. As pequenas e icónicas miniaturas entram assim nos espaços do dia a dia, seja uma sala ou um quarto, para nos proporcionar despiques caóticos do tipo arcade.

O que equivale a nitros de velocidade extra, ultrapassagens estonteantes e múltiplos drifts em curva. Um resumo breve da história da Milestone mostra-nos que esta companhia produziu, noutros tempos, um jogo chamado Screamer, que haveria de evoluir para Screamer Rally. Dois jogos que podem ser vistos como dois expoentes retro de âmbito arcade, próximos de um Sega Rally. As físicas e sobretudo o contacto do carro com a pista resultaram ao ponto de causar óptimas impressões. Não consigo dizer que uma mesma sensação seja arrancada em Hot Wheels Unleased. A captura dos pequenos bólides e o ambiente de fantasia e brinquedo proporcionado pelo desenho dos circuitos está lá. Mas a jogabilidade nem sempre é isenta de incongruências e dificuldades adicionais, podendo servir mais o caos do que a promoção de um desafio sólido, ao ponto de tornar muitos desfechos aleatórios.


Queres saber tudo sobre a atual temporada de Fortnite? Então, não te esqueças de consultar estas páginas:

Fortnite Crew Outubro - recompensas, preço, como subscrever

Fortnite - Como obter o pack PS Plus Celebration

Campeonato PlayStation Fortnite - Datas, horários, como participar, recompensas


De todo o modo, mérito da Milestone em desenvolver um jogo integral bastante apetrechado em contudo, graças ao extenso modo carreira e a um editor que permite fabricar as pistas e até pintar os carros ao nosso gosto. Nada de muito diferente quando comparado com outras ofertas do mesmo género. O toque diferenciador é a reprodução bastante assertiva dos pequenos modelos automóveis, que sendo tantos e tendo abraçado gerações de consumidores, encontra no coleccionismo uma vertente necessária e primordial enquanto experiência de condução. É a partir daí que se constrói e ergue o melhor deste Hot Wheels, ao dar ao jogador, por via de vitórias e bons resultados, pequenos prémios que podem assumir a forma de caixas com miniaturas no seu interior.

1
Nos loops os efeitos da gravidade são especialmente sentidos.

O entusiasmo do coleccionismo

Hoh Wheels Unleashed começa justamente por aqui. De início abrimos 3 caixas e com essa oferta passamos a ter à nossa disposição os três primeiros bólides, o que nos permite passar à prática e entrar em corridas. Os veículos são diferenciados não só pela forma e afectação a corridas ou situações lendárias por que ganharam notoriedade (as corridas drag, por exemplo, o Batmobile ou Kitt), mas também por força de algumas características: velocidade, aceleração, travagem e controlo. Há duas formas de obter mais veículos. Uma passa por vencer corridas através do modo Hot Wheels City Rumble.

Este é o principal modo a solo do jogo e o mais apetecível, o modo que nos permite adquirir mais carros e obter mais dinheiro. Ao vencer os eventos por uma certa ordem vamos desbloqueando zonas da cidade que anteriormente se encontravam interditas. Não temos uma cidade do tipo mundo aberto mas a uma série de eventos que se abrem à medida que cumprimos os objectivos dos eventos pretéritos. Há diferentes tipos de provas, ainda que com bastante repetição pelo meio. As provas podem ir desde uma corrida rápida, entre doze adversários, até um time trial ou uma "boss fight". Há particularidades em cada uma destas provas, podendo gerar mais ou menos caos. Estando os objectivos uma vez cumpridos, podem ser reclamados os prémios. É desta forma que podemos desbloquear mais carros, embora possamos obter mais caixas através de unidades monetárias obtidas "in game". Escusam de ficar preocupados pois não há aqui qualquer tentativa de negócio extra, nem terão de pagar mais pelos carros.

2
O editor de pistas é bastante amplo e permite múltiplos layouts.

Posteriormente os veículos podem ser adaptados e kitados, através de melhorias que afectam o desempenho, o que permite correr com um carro menos capaz de início mas posteriormente artilhado para outros voos. Se o "tunning" é uma realidade indisfarçável de progressão em provas mais desafiantes, também é o ímpeto da colecção. Há muitas surpresas nos mais de 60 carros entregues com a compra do jogo. Numa colaboração com as marcas como Fiat ou Chevrolet, terão acesso a modelos emblemáticos. A exclusividade dos Hot Wheels passa pela ligação a algumas franquias que aqui prestam tributo, mas também há carros de desenho exclusivo e de categorias de competição, sobretudo do tipo americano.

Uma jogabilidade com inconsistências

A condução dos bólides é simplificada, acessível, e não há que enganar sobre a sua composição arcade, sempre em ritmo de aceleração. O grau de dificuldade não é de menosprezar, especialmente se jogarem em dificuldades elevadas, com reações eficazes dos adversários controlados pelo computador. A condução tem dois elementos nucleares. O primeiro é o drift. Para colocar o carro em derrapagem numa curva basta pressionar o travão e controlar a direcção para prolongar o efeito. Durante esse tempo é acumulada uma percentagem de energia que pode ser depois usada como nitro, nas rectas. Existem rampas e pontos de velocidade excepcional, mas também muitas armadilhas. Aliás, muitas pistas estão desenhadas à volta de zonas temáticas, oferecendo perigos múltiplos que urge evitar. Os grandes saltos são inevitáveis, o que significa que enquanto o carro sobrevoa é possível aplicar um efeito de rotação de forma a amortecer a queda e prosseguir em bom ritmo.

A jogabilidade é realmente muito simples, mas o problema reside em tirar proveito desta economia de meios em situações caóticas, a juntar a uma dificuldade de extracção do drift. Desde logo, as derrapagens nem sempre são suaves. O carro tende a fugir depressa contra as barreiras e a perder todo o efeito de captura de energia. Além disso, o espaço de manobra tende a ser curto quando há adversários em volta, com carambolas que impedem o efeito. Acresce que em dificuldades mais elevadas os rivais como que fogem sempre que alcançam uma recta, tornando quase impossível a aproximação e a necessidade de fazer uma corrida sem o mínimo erro para se terminar na frente.

Acontece que a física do carro nem sempre é a melhor, sobretudo nos embates e quando a viatura levanta voo, com algumas trajectórias inconsistentes, algo aleatórias, como se a sorte e não a trajectória de deslocação do carro ditasse o resultado. É este avolumar de situações que fragilizam a condução, anulam algum do divertimento em pista e podem causar situações de frustração, ao ponto de forçar o recomeço da corrida. Jogos arcade deste tipo requerem boas físicas e um bom sistema de condução, sob pena de ficar pelo caminho parte do divertimento. As "boss fights" não libertam nenhum carro "bully", são na realidade uma série de corridas em que enfrentamos os obstáculos e as componentes dinâmicas dos circuitos, com temíveis mandíbulas ou teias de aranha que tendem a provocar irreparáveis atrasos.

3
O aspecto dos carros é realista, mas com aquele desenho típico de brinquedo.

Quanto a modos de jogo, o multijogador online permite que até 12 jogadores entrem em prova, com situações mais honestas em termos de aproximação ou atraso, já que aqui o computador deixa de esbater ou ampliar as diferenças em pista, de forma artificial. Só não dá para evitar as corridas caóticas e o embaraço dos choques, mesmo com as tais inconsistências em termos de jogabilidade. Com um extenso editor de pistas, salvaguarda-se a longevidade do jogo, tanto em termos online como através de corridas lan, com outros jogadores, em pistas por nós desenhadas. Há esforços notáveis neste âmbito, que deixam verificar até onde vai a imaginação e o alcance de uma comunidade apta a relançar as propriedades virtuais de Hot Wheels.

De um modo geral e não obstante o aparente sacrifício da experiência sobretudo no capítulo da jogabilidade, Hot Wheels Unleashed não deixa de ser um dos trabalhos mais prolíficos da Milestone. Este é um jogo para um público amplo e não apenas para os fãs do motociclismo ou dos ralis, nas suas categorias profissionais. Como experiência arcade, Hot Wheels conjuga a devoção pelas pequenas miniaturas e despiques arcade, caóticos, por vezes. Só lhe falta aquela jogabilidade equilibrada e mais consistente. Seria a cereja no topo do bolo. Ainda assim, sobra bastante para jogar e experimentar, a coleccionar e a correr em pistas projectadas num momento de inspiração.

Prós: Contras:
  • Aspecto brinquedo dos carros
  • Ímpeto coleccionista
  • Editor de pistas amplo
  • Modo city rumble
  • Sensação de velocidade
  • Experiência acessível
  • Alguns eventos repetitivos
  • Inconsistências na jogabilidade
  • Ausência de tabelas de liderança

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (1)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários