Série Yakuza poderá deixar o Japão

Equipa imagina futuros jogos com personagens a viajar pelo mundo.

Durante anos, a série Yakuza da SEGA deambulou na obscuridade, mas ao longo dos últimos anos passou de série de culto a cabeça de cartaz da Xbox e a companhia sabe que agora conquistou a atenção de jogadores em todo mundo.

Como parte de manter a série atrativa, a Ryu Ga Gotoku investiga a possibilidade de levar a sua ação dramática para outros locais do mundo e não permanecer somente em cidades japonesas.

Em conversa com o TheGamer, Kazuki Hosokawa, diretor de Lost Judgment e veterano na Ryu Ga Gotoku Studio, comentou que a equipa está ciente que grande parte do sucesso de Yakuza está na sua localização, na autenticidade com que captura os locais, elementos da cultura nipónica e também na sua carga dramática.

A equipa pretende manter os valores centrais da série Yakuza, mas poderá refrescar a experiência ao levar os personagens para novos países, onde exploram novos locais e enfrentam novas ameaças.

A série Yakuza começou por procurar diversidade nos locais ao transportar a ação para outras cidades japonesas logo no segundo jogo, algo que ajudou imenso títulos como Yakuza 6 a encontrar a sua personalidade, mas agora a equipa fala em mudar de país.

Gostas da possibilidade de jogar um Yakuza cuja ação decorre fora do Japão.

Salta para os comentários (13)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Atualização para Ghost of Tsushima Director's Cut

Já podes adquirir seda ao mercador no NG+.

Destroy All Humans 2 remake revelado antecipadamente pela Sony

Foi avistado algo curioso antes de desaparecer.

Diretor de Astral Chain trabalha em novo projeto

Mas ainda não está pronto para o revelar.

Marvel's Spider-Man 2 estava a correr em tempo real na PS5

Confirmado por Bryanna Lindsey da Insomniac Games.

Também no site...

Comentários (13)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários