Netflix quer expandir-se para os videojogos

Já está a contratar veteranos da indústria.

A Netflix quer expandir o seu negócio para os videojogos e já se encontra na fase de recrutamento para que isso aconteça, de acordo com os detalhes obtidos pelo The Information.

O website escreve que nas últimas semanas a Netflix abordou diversos executivos experientes da indústria dos videojogos para os convencer a juntarem-se à companhia. Uma das opções da Netflix para se expandir para os videojogos é um serviço tipo Apple Arcade.

O Apple Arcade é um serviço de subscrição para os dispositivos iOS, incluindo mais de 180 jogos mobile. O preço da subscrição são 4,99 € por mês. Até agora o único jogo lançado pela Netflix é uma adaptação de Stranger Things (desenvolvido por um estúdio externo).

Em declarações ao Gamespot, a Netflix confirmou que tem ambições de fazer mais coisas dentro do entretenimento interactivo.

"Os nossos membros dão valor à variedade e qualidade do nosso conteúdo. É por isso que estamos continuamente a expandir as nossas ofertas, desde séries a documentários, filmes, originais de línguas locais e televisão de realidade."

"Os subscritores também gostam de interagir mais directamente com as histórias que adoraram, através de programas interactivos como Bandersnatch e You v. Wild, ou jogos baseados em Stranger Things, La Casa de Papel e To All The Boys. Por isso estamos entusiasmados para fazer mais com entretenimento interactivo.""

netflix_videojogos

Salta para os comentários (13)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (13)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários