EA não roubará a identidade à Codemasters

Dá a Respawn como exemplo do que acontecerá.

Andrew Wilson, CEO da Electronic Arts, afirmou que a companhia não vai roubar a identidade à Codemasters, adquirida em Fevereiro de 2021 por mais de 1.2 mil milhões de dólares.

Wilson falou com o MCV e explicou que o exemplo é a Respawn Entertainment, que manteve a sua identidade e está a executar os projetos que deseja desenvolver, com liberdade criativa e o apoio da EA.

"Similar à Respawn, a nossa orientação não é chegar e controlar a Codemasters, a nossa orientação não é chegar e transformar a Codemasters noutro estúdio da Electronic Arts, a nossa orientação centra-se no fornecer de oportunidades."

Wilson diz que não vê muito de bom em controlar talento criativo, acreditando que é preciso fornecer-lhes acesso às coisas que estão ao alcance de uma companhia como a EA. A companhia tem um catálogo incrível de séries, diz Wilson, um forte poder de marketing, tecnologia poderosa e uma rede gigante de jogadores que estará ao alcance da Codemasters.

"A forma como estamos a pensar nisto e é a forma como trabalhamos com a Respawn, é entregar à Codemasters as chaves para o que temos e eles podem chegar e pegar no que precisam, mas continuam a ser quem eram, pois é isso que os tornou especiais."

Frank Sagnier da EA acrescentou que a integração da Codemasters está a ser "espantosamente rápida" e que encaixou que nem uma luva na companhia.

Salta para os comentários (8)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (8)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários