Sony alvo de processo legal por "monopólio injusto" ao restringir jogos digitais à PS Store

Acusada de praticar preços demasiado elevados.

A Sony Interactive Entertainment está a ser alvo de um processo legal por restringir a venda de jogos digitais à sua PlayStation Store, o que lhe permite praticar preços exorbitantes, avança a acusação.

O processo, partilhado pelo Bloomberg, mostra que a SIE está a ser acusada de praticar um "monopólio injusto" pois isto permite-lhe praticar os preços que quiser e que em alguns casos, os preços na loja digital são 175% superiores aos das versões físicas vendidas nas lojas.

"O monopólio da Sony permite-lhe cobrar preços supra competitivos para os jogos PlayStation digitais, que são significativamente superiores aos das versões físicas vendidas no competitivo mercado de retalho e significativamente superiores ao que deviam ser num mercado de retalho competitivo para jogos digitais," avança a queixa.

Apesar das lojas físicas venderem cartões com códigos para DLCs ou moedas digitais, a venda de jogos PlayStation digitais está restrita à PS Store desde 1 de Abril de 2019 e é isto que motiva este processo legal.

Na altura, a Sony disse que se tratava de uma decisão que permitiria alinhar os negócios globais.

É um processo legal onde poderá fazer pensar no que está a acontecer entre a Epic Games e a Apple, onde a dona do Unreal Engine acusa a dona do iPhone de gerir um monopólio ao não permitir vendas fora da sua loja digital.

Salta para os comentários (81)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (81)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários