Microsoft ficará somente com 12% das receitas dos jogos vendidos na sua loja digital PC

Reforça a concorrência contra as outras lojas e o apoio aos criadores.

A Microsoft anunciou que vai reforçar o seu apoio aos criadores de jogos para PC e ao mesmo tempo reforça a concorrência com as principais lojas digitais no mercado PC.

Segundo revelado pela companhia, a partir de 1 de Agosto de 2021 ficará somente com 12% das receitas geradas pela venda dos videojogos digitais na sua loja PC, a Microsoft Store, o que permitirá aos criadores amealhar 88% das vendas, ao invés dos atuais 70% com os quais a Microsoft fica por cada jogo vendido na sua loja digital.

A Microsoft diz estar numa missão para dar mais poder aos criadores para encontrarem o sucesso, especialmente porque desta forma vão conseguir aumentar o lucro em cada jogo vendido e ao mesmo tempo torna a Microsoft Store mais apelativa para estúdios que querem lançar os seus jogos para PC.

Além da possibilidade de lançarem os seus jogos no Xbox Game Pass para PC, os criadores PC ganham mais uma alternativa à Steam, líder de mercado que nos últimos anos tem enfrentado a concorrência da Epic Games Store.

Com esta medida, a Microsoft espera tornar-se mais competitiva e apelativa no sector PC.

1

Salta para os comentários (24)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

O que estamos a jogar - 24 Outubro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

FIFA 22 e PS5 no topo do Reino Unido em setembro

Consola da Sony teve um dos seus melhores meses de vendas.

Também no site...

Eis um novo olhar à campanha de Halo Infinite

343 Industries revela as novidades.

Guardians of the Galaxy review - diversão limitada

Ação e aventura que entretém, mas com problemas à mistura.

Tomb Raider foi lançado há 25 anos

Lara Croft chegou a 25 de outubro de 1996.

Comentários (24)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários