FBI investiga manipulação de resultados nas competições de CS:GO

Em conjunto com a Comissão da Integridade nos eSports.

A "Esports Integrity Commission" está a colaborar com autoridades dos Estados Unidos, incluindo o FBI, para investigar a manipulação de resultados em competições oficias de Counter-Strike: Global Offensive.

De acordo com Ian Smith, da comissão de integridade dos eSports (a ESIC), agradecimentos ao Kotaku Austrália, estão neste momento a trabalhar com o FBI e outras agências para investigar o comportamento de "um relativamente pequeno mais importante grupo de jogadores" que alegadamente "organizaram a combinação de partidas na Liga Norte Americana" durante muito tempo.

Smith diz mesmo que "é o que descreveria como o clássico combinar de resultados, os jogadores são subornados por sindicatos de apostas para manipularem resultados, ao invés dos jogadores o fazerem por vontade própria e por oportunidade, e está a decorrer há demasiado tempo, é muito mais organizado."

"Repito, até certo ponto, estamos a trabalhar com as autoridades e o FBI, que somente recentemente criaram uma unidade de investigação de apostas dentro do FBI. São bons, mas ainda não têm muita experiência pois as apostas no desporto nunca foram algo em grande na América até recentemente, por isso, estamos todos a encontrar o nosso terreno firme."

A ESIC baniu recentemente 35 jogadores Australianos de CS:GO por efetuarem apostas nos seus próprios jogos e alguns deles não terão a oportunidade de competir oficialmente durante 2021.

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (1)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários