Returnal - Data de lançamento, Digital Deluxe Edition, Gameplay, tudo o que sabemos

O novo jogo da Housemarque para a PS5.

Returnal é o próximo grande exclusivo da PlayStation 5. Trata-se de um roguelike da Housemarque, uma produtora finlandesa que já colaborou muitas vezes com a PlayStation. Alguns exemplos são Dead Nation, Resogun, Nex Machina, Super Stardust HD, Alienation e Matterfall.

A Housemarque afirma que Returnal é o seu jogo mais ambicioso até à data, seja pela escala do jogo, pelo tamanho da equipa que o está a desenvolver, por ser a primeira vez que estão a criar um jogo na terceira pessoa, ou porque estão a usar uma técnica de criação de dados por algoritmo para dar origem a níveis diferentes sempre o jogador perde.

Qual é a data de lançamento de Returnal? Terá versão para a PlayStation 4 e PC?

Até agora, Returnal é um exclusivo PlayStation 5. A Housemarque não anunciou o jogo para mais plataformas, o que significa que não terá versão para a consola de geração anterior da Sony nem para PC (contrariamente a outros jogos do estúdio, como Nex Machina).

A data de lançamento de Returnal é 30 de Abril de 2021. O jogo vai estar disponível em formato digital na PlayStation Store e em formato físico nas habituais lojas portuguesas. Este será o primeiro jogo da Housemarque a ser vendido a preço completo, ou seja, vai custar €79,99.

O que está incluído na Digital Deluxe Edition de Returnal?

Em adição à edição normal, Returnal terá uma edição digital com conteúdos extra. A edição Deluxe custa mais de 10 euros do que a edição normal e inclui extras como fatos para Selene (a protagonista), a banda sonora digital, consumíveis e duas armas.

  • Returnal
  • Arma Eletroestacadora
  • Arma Atirador Cavo
  • 1 consumível Estimulante Reflexo
  • 1 artefacto Massa Pulsante
  • 1 Reforço de Adrenalina
  • Banda sonora digital
  • 2 fatos no jogo para a Selene
returnal_digital_deluxe_edition

A jogabilidade de Returnal. O que é um roguelike?

Se não estás familiarizado com o género, os roguelikes são jogos de morte permanente e muito associados aos níveis gerados por algoritmo. Por outras palavras, sempre que perdes, deixas de ter acesso a todos os itens que apanhaste durante a partida anterior e vais começar num nível com uma configuração completamente diferente do anterior. No caso de Returnal, a história encaixa perfeitamente com este género. Selene está presa num ciclo de morte num planeta desconhecido. Sempre que morre, regressa ao início do ciclo, quando ainda estava na sua nave. A diferença de Returnal é que, embora seja um roguelike, está desenhado para permitir progresso e para contar uma história.

Returnal tem marcos de progressão e itens que serão permanentes, ou seja, não vais perdê-los quando morreres. Estes itens permitem-te, por exemplo, abrir portais para biomas que tenhas desbloqueado. O jogo também permite desbloquear armas mais poderosas que são adicionadas à lista de possíveis itens que podem aparecer ao longo dos níveis. Ainda assim, o jogo vai obrigar a que te adaptes a cada novo ciclo. Como já dissemos, a configuração do nível será diferente, bem como as armas a que tens acesso. Embora haja muitos conteúdos, Returnal não é um jogo infinito, isto é, tem um início, meio e fim.

Inferno da balas na terceira pessoa

Na jogabilidade, Returnal comporta-se como um jogo de tiros na terceira pessoa. Selene terá que lidar com uma grande diversidade de inimigos. Felizmente, há um grande arsenal de armas para o efeito. O jogo tem 10 arquétipos de armas que podem sair com uma enorme variedade de modificadores que alteram drasticamente o comportamento. Tal como outros jogos da Housemarque, é um jogo que requer reflexos rápidos e que pode assumir um ritmo ofegante. O estúdio descreve os confrontos com os inimigos como um "inferno de balas". Para variar, os níveis também terão secções de plataformas e de exploração, para que possas respirar um pouco.

Returnal tem suporte para o Dualsense e para outras funcionalidades da PS5?

A Housemarque quis aproveitar todas as capacidades únicas da PlayStation 5 para tornar Returnal num jogo melhor. Os loadings serão praticamente instantâneos graças ao SSD da consola e ficarás mais imerso na acção graças ao Áudio 3D - vais ouvir as balas a passarem por ti, os inimigos a voar por cima, e inimigos sorrateiros nas tuas costas. Mais importante, também inclui suporte para os gatilhos adaptativos do Dualsense - o gatilho terá resistência e servirá para controlar os modos de disparo das armas (todas as armas têm dois modos de disparo) - e para o feedback háptico - vais sentir todas as acções dentro do jogo.

Em resumo:

  • Loadings ultra-rápidos graças ao SSD da PS5;
  • Mais imersividade graças ao Áudio 3D;
  • Maior sensação através do feedback háptico;
  • Gatilhos adaptativos permitem controlar os diferentes modos de disparo das armas.

Outros detalhes importantes de Returnal

  • Assim como outros exclusivos da PlayStation, Returnal estará completamente dobrado para português de Portugal;
  • Depois de terminares a história, há mais conteúdos para desbloquear;
  • Haverá desafios diários e uma tabela de pontuação para poderes competir com amigos e jogadores de todo o mundo;
  • O jogo foi desenhado com apenas um modo de dificuldade, mas promete ser desafiante;
  • A ambientação do jogo foi inspirada no dark sci-fi e teve como referências artistas como Beksiński;

Salta para os comentários (21)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (21)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários